Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

IGP-DI acelera alta a 0,8% em novembro com pressão do atacado

Índice foi pressionado pela alta nos preços do atacado e subiu 0,8% ante 0,1% registrado no mês anterior

Modo escuro

Preços: resultado ficou acima da expectativa de avanço de 0,62% (Paulo Fridman/Bloomberg)

Preços: resultado ficou acima da expectativa de avanço de 0,62% (Paulo Fridman/Bloomberg)

T
Thaís Freitas, da Reuters

Publicado em 7 de dezembro de 2017 às, 08h55.

São Paulo - Os preços no atacado passaram a subir 1 por cento e o Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) encerrou novembro com alta de 0,80 por cento, contra 0,10 por cento no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

O resultado ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters com economistas de avanço de 0,62 por cento, na mediana das projeções.

No mês passado, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI), que responde por 60 por cento do indicador todo, subiu 1,06 por cento, após variação negativa de 0,03 por cento no mês anterior.

As Matérias-Primas Brutas passaram a registrar alta de 0,52 por cento, ante queda anterior de 1,92 por cento, com destaque para o comportamento do minério de ferro, do leite in natura da mandioca.

Os Bens Intermediários, por sua vez, aceleraram a alta a 1,98 por cento, contra 1,22 por cento no mês anterior, influenciado principalmente pelo subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) avançou 0,36 por cento, contra alta de 0,33 por cento em outubro. O IPC-DI corresponde a 30 por cento do IGP-DI.

A FGV afirma que a maior contribuição partiu do grupo Transportes, que acelerou a alta a 0,80 por cento, ante 0,08 por cento anteriormente, com destaque para o comportamento do item gasolina.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI), por sua vez, avançou 0,31 por cento em novembro, mesma variação de outubro. O INCC representa 10 por cento do IGP-DI.

O IGP-DI é usado como referência para correções de preços e valores contratuais. Também é diretamente empregado no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e das contas nacionais em geral.

Últimas Notícias

ver mais
Governo pede ao STF que declare emenda dos precatórios inconstitucional
Economia

Governo pede ao STF que declare emenda dos precatórios inconstitucional

Há 3 horas
BNDES aprova financiamento de R$ 10 bilhões para obras do PAC em São Paulo
Economia

BNDES aprova financiamento de R$ 10 bilhões para obras do PAC em São Paulo

Há 4 horas
Governo abrirá edital para renegociação de dívidas tributárias em até 120 vezes
Economia

Governo abrirá edital para renegociação de dívidas tributárias em até 120 vezes

Há 5 horas
Lula afirma que não forçará aplicativos a assinar carteira dos entregadores
Economia

Lula afirma que não forçará aplicativos a assinar carteira dos entregadores

Há 8 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais