Dado da OCDE aponta arrefecimento mundial; Brasil tem pico

Paris - O ritmo de crescimento econômico dos países desenvolvidos mostrou sinais de desaceleração em abril, mês que provavelmente viu o pico do Brasil e arrefecimento em China, FranÇa e Itália, segundo índice da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O indicador para 29 países desenvolvidos subiu para 104,0 em abril, ante 103,6 em março. Em relação a igual mês de 2009, houve alta de 11,3 pontos. O avanço mensal de 0,4 ponto em abril mês a mês marcou o nono mês seguido de desaceleração do crescimento.

O índice do G7 foi de 104,2, alta de 0,5 ponto sobre o mês anterior, comparado à alta de 0,6 ponto em março. "Sinais de um pico potencial apareceram no Brasil, com evidências mais fortes surgindo em França, Itália e especialmente China", afirmou a OCDE.

O indicador para o Brasil ficou estável em abril sobre março, em 100,6, e subiu 12,4 pontos sobre o ano anterior. A leitura da China caiu 0,4 ponto, para 101,6. Os dados da França e da Itália recuaram 0,3 ponto em abril, para, respectivamente, 104,3 e 104,6.

Leia outras notícias sobre desenvolvimento econômico

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.