Ciência
Acompanhe:

Chuva de meteoros poderá ser vista a olho nu neste fim de semana

Os meteoros Orionídeos são formados por poeira e gelo que o cometa Halley deixa para trás em sua órbita

Chuva de meteoros: a recomendação é que a observação seja feita em locais com pouca luz artificial (NASA/Divulgação)

Chuva de meteoros: a recomendação é que a observação seja feita em locais com pouca luz artificial (NASA/Divulgação)

A
Agência Brasil

20 de outubro de 2017, 20h48

Uma chuva de meteoros Orionídeos poderá ser vista a olho nu neste fim de semana, a partir de hoje (20) e com pico na madrugada de domingo (22).

De acordo com a Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), os Orionídeos são formados por poeira e gelo que o cometa Halley deixa para trás em sua órbita.

No Brasil, o fenômeno poderá ser visto em todo o país. Durante o pico da chuva, poderão ser vistos entre 20 e 25 meteoros por hora. A recomendação é que a observação seja feita em locais com pouca luz artificial, como áreas rurais e isoladas.