Casual

Wagner Kallieno aposta no glamour para estreia na SPFW

Com 10 anos de carreira, o jovem estilista apostou em uma coleção em que sensualidade e elegância caminham juntas

Modelos apresentam as criações da moda de verão da Wagner Kallieno, durante a São Paulo Fashion Week Verão 2015 (Nacho Doce/Reuters)

Modelos apresentam as criações da moda de verão da Wagner Kallieno, durante a São Paulo Fashion Week Verão 2015 (Nacho Doce/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 4 de abril de 2014 às 19h19.

São Paulo - Wagner Kallieno fez sua estreia nas passarelas da São Paulo Fashion Week na tarde desta sexta-feira, 4, último dia de desfiles da temporada. Com 10 anos de carreira, o jovem estilista, que se formou em moda em Natal, apostou em uma coleção em que sensualidade e elegância caminham juntas.

Para isso, o sol do Nordeste e as sensações despertadas por ele são o ponto de partida para o verão 2015. Kallieno explica: "Como sou de Natal, vou falar das minhas raízes.

Resolvi falar do sol porque Natal é a cidade do sol, é a cidade em que o sol nasce primeiro no Brasil. Fui buscar o que temos de mais rico: os bordados de caicó, pedrarias com madeira, madrepérola, fibras naturais, linho, seda pura. Mas tudo isso com um olhar muito universal, não queremos nada regional, nem artesanal."

O midi é o comprimento da temporada e aparece em quase todas as peças em shape lápis, bem rentes ao corpo. Fendas nas laterais, atrás e na frente revelando quase a toda perna, aliadas aos generosos decotes, conversam com uma mulher sexy e feminina. Destaque para o conjunto saia lápis e moletom

. As aplicações de pedrarias e bordados 3D que Kallieno usou e abusou transformam um vestido simples em sofisticado, contemporâneo e glamouroso. A cartela de cores segue a inspiração dos dias ensolarados: dourado, branco, off-white e tons de bege.

Acompanhe tudo sobre:Desfiles de modaFashion WeekModaRoupas

Mais de Casual

Festival de Tapas: 25 restaurantes participam do evento em São Paulo

Os 5 melhores filmes e séries para maratonar no fim de semana

Navio é encontrado 62 anos depois do seu naufrágio no Canadá

O 'pulo do gato' de US$ 80 milhões da Ford que muda a produção da Ranger, sucesso no Brasil

Mais na Exame