Pluralismo queer: conheça a livraria que só vende autores LGBTQIA+

O acervo inclui mais de 30 obras de nomes como Bell Hooks, Paul B. Preciado, Natalia Borges Polesso, Angélica Freitas e Bernardine Evaristo
 (Getty Images/Daniel Grizelj)
(Getty Images/Daniel Grizelj)
Por Matheus DoliveiraPublicado em 20/04/2022 09:00 | Última atualização em 19/04/2022 18:26Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Localizado no bairro da Santa Cecília, em São Paulo, o Bar Das, frequentado principalmente pelo público queer, está ganhando um novo atrativo. A livraria itinerante Pulsa, que inaugura neste mês seu primeiro espaço físico, possui um catálogo de livros escritos exclusivamente por autores LGBTQIA+.

O acervo inclui mais de 30 obras de nomes como Bell Hooks, Paul B. Preciado, Natalia Borges Polesso, Angélica Freitas e Bernardine Evaristo. Além disso, também estão à venda gravuras da artista visual maisumamariana e cianótipos (impressão fotográfica em tons de azul) de Débora Machado.

Gravura de maisumamariana: destaque na livraria (Mariana Dias/maisumamariana/Divulgação)

A Pulsa estreou sua loja virtual no mês de março. A marca fundada por Caroline Fernandes e Fer Krajuska nasceu com a percepção de que a literatura queer não tem o espaço que merece nas prateleiras. “Eu já trabalhava com edição de texto no mercado editorial, mas não me via representada”, diz Fernandes, cujo livro queer favorito é Garota, Mulher, Outras, de Bernardine Evaristo. “Foi o primeiro com linguagem neutra que eu li.”

Além da livraria, a Pulsa tem a intenção de se tornar um selo editorial para publicar autores ­LGBTQIA+. Segundo Fernandes, o desejo da marca é trazer à luz o pluralismo queer. “Nossa livraria é para o público queer. Demoramos muito para encontrar livros sobre as nossas histórias. Queremos cobrir essa lacuna.”  

Livraria Pulsa | Rua Fortunato, 133, Vila Buarque, São Paulo | (qua-dom, 19h30-1h)| livrariapulsa.com.br