Casual

De consumidor a criador: como um apaixonado por Negroni transformou hobby em negócio

Além da receita tradicional, o empresário criou mais três versões que são vendidas em um e-commerce próprio e estabelecimentos premium

Milanese: Negroni pronto tem quatro versões. (Divulgação/Divulgação)

Milanese: Negroni pronto tem quatro versões. (Divulgação/Divulgação)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 20 de abril de 2024 às 07h01.

Tudo sobreBebidas
Saiba mais

O empresário Enrico Milanese é um apaixonado por Negroni. Ao falar da bebida com ele, é possível perceber o entusiasmo com um dos drinques mais clássicos da coquetelaria mundial. A receita tradicional leva, entre outros ingredientes, gin, vermute e amaro. Mesmo que tenha perdido o posto do mais bebido em bares pelo Brasil para o também icônico Fitzgerald, no coração de Enrico o Negroni sempre será número um.

Tanto é que para ele não bastava apenas ir a um balcão e pedir o drink, ele precisava encontrar a receita perfeita para chamar de sua. Há dois anos, o empresário resolver que criaria o seu próprio Negroni, o Milanese, em um primeiro momento só para consumo próprio.

Para esta tarefa, trouxe uma barrica de carvalho francês de Portugal, que havia sido usada para a elaboração de vinho do Porto. "Foram dois anos até chegar no equilíbrio ideal", diz Erico.

Assim que o primeiro lote ficou pronto, deu de presente o drinque pronto a amigos e assim começou aquele famoso boca-a-boca e todos em volta queriam provar o Negroni Milanese. Foi aí que e o empresário percebeu que tinha um negócio em potencial e fez as primeiras vendas. Ele não revela valores, mas o fato é que aquela uma barrica virou dez e cerca de 1.115 litros produzidos todos os meses.

Além da receita tradicional, ele criou mais três versões que são vendidas em um e-commerce próprio (com entrega para todo o Brasil), além de empórios, mercados e lojas especializadas em produtos premium no entorno da cidade de São Paulo.

Daqui para frente, a ideia é que expandir a distribuição e chegar a outros estados brasileiros nas regiões Sul, Nordeste e Centro-Oeste. Também está nos planos ampliar o portfólio e começar vender o gin utilizado na elaboração do Negroni e que é 100% produzido pela Milanese.

As receitas do Negroni Milanese

Milanese Negroni Riposato Mandarino – 700 ml – R$ 255

Nessa receita, a bebida descansa 2 meses em barrica de carvalho francês, anteriormente utilizado para produção de vinho do Porto. É adicionada à fórmula um toque de mandarino, trazendo acidez ,frescor e cítrico a esse clássico italiano.

Milanese Negroni Riposato – 700 ml – R$ 255

Produzido por meio da mistura de gin, vermute e amaro, fica 2 meses em barrica de carvalho francês, utilizada anteriormente para produção de vinho do Porto.

Milanese Negroni Riposato Caffè – 700 ml – R$ 255

A receita base é a mesma da versão reposada, mas é adicionado um toque de café 100% arábica, trazendo acidez e dulçor. Ideal para harmonizar com sobremesas.

Milanese Negroni Riserva – 700 ml – R$ 490

Uma edição especial e limitada que traz a combinação de gin, vermute e amaro. Para ter um toque a mais de madeira, a bebida é envelhecida por 12 meses em barrica de carvalho francês utilizada anteriormente na produção de vinho do Porto.

Mercado de bebidas

O segmento de drinques prontos para beber está experimentando um crescimento significativo em escala global. De acordo com um estudo realizado pela consultoria IWSR, especializada no mercado de bebidas, é esperado que os volumes dessa categoria nos dez principais mercados, incluindo o Brasil, aumentem em 24% até o ano de 2026.

Até 2021, aproximadamente metade de todos os coquetéis prontos utilizava vodca como base alcoólica, e a análise da IWSR indica que esse destilado continuará desempenhando um papel fundamental no impulsionamento desse segmento. No caso de bebidas premium, com valor acima dos R$ 120 a garrafa, as vendas devem ter um crescimento de 50% nas Américas até 2026.

Acompanhe tudo sobre:Bebidasbebidas-alcoolicas

Mais de Casual

Dia Nacional do Café: aprenda a identificar e diferenciar os estilos da bebida

O dia mais importante na história da Volvo no Brasil

Taste São Paulo Festival apresenta pratos de chefs premiados a partir de R$ 20

Dia Nacional do Café: celebre em restaurantes que valorizam um bom cafezinho

Mais na Exame