• AALR3 R$ 19,67 -0.41
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,51 -0.18
  • ABEV3 R$ 14,78 1.65
  • AERI3 R$ 4,08 8.80
  • AESB3 R$ 10,82 1.69
  • AGRO3 R$ 31,42 -2.00
  • ALPA4 R$ 21,85 0.23
  • ALSO3 R$ 19,80 0.56
  • ALUP11 R$ 26,29 0.15
  • AMAR3 R$ 2,32 4.04
  • AMBP3 R$ 29,56 -0.64
  • AMER3 R$ 23,77 3.12
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,58 3.72
  • ARZZ3 R$ 81,74 -0.91
  • ASAI3 R$ 15,31 -1.10
  • AZUL4 R$ 21,22 2.61
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,67 -0.41
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,51 -0.18
  • ABEV3 R$ 14,78 1.65
  • AERI3 R$ 4,08 8.80
  • AESB3 R$ 10,82 1.69
  • AGRO3 R$ 31,42 -2.00
  • ALPA4 R$ 21,85 0.23
  • ALSO3 R$ 19,80 0.56
  • ALUP11 R$ 26,29 0.15
  • AMAR3 R$ 2,32 4.04
  • AMBP3 R$ 29,56 -0.64
  • AMER3 R$ 23,77 3.12
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,58 3.72
  • ARZZ3 R$ 81,74 -0.91
  • ASAI3 R$ 15,31 -1.10
  • AZUL4 R$ 21,22 2.61
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Mercedes protesta após Verstappen derrotar Hamilton na Fórmula 1

A equipe, que garantiu o título de construtores pelo oitavo ano consecutivo, protestou contra duas supostas violações das normas esportivas depois que o safety car entrou na pista no final da corrida
 (Reuters/Amanda Perobelli)
(Reuters/Amanda Perobelli)
Por Ivan PadillaPublicado em 12/12/2021 15:26 | Última atualização em 12/12/2021 15:27Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A equipe Mercedes apresentou um protesto, neste domingo, depois que Max Verstappen, da Red Bull, venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi e derrotou o heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton para conquistar o título de 2021 com uma ultrapassagem na última volta.

A equipe, que garantiu o título de construtores pelo oitavo ano consecutivo, protestou contra duas supostas violações das normas esportivas depois que o safety car entrou na pista no final da corrida.

Uma declaração dos comissários de prova disse que a Mercedes havia protestado "contra a classificação estabelecida no final da competição", argumentando que houve uma violação do artigo 48.12.

Verstappen tinha retardatários entre ele e Hamilton depois de entrar nos boxes com o safety car na pista e o tempo da corrida acabando.

O diretor de prova, Michael Masi, decidiu que apenas cinco retardatários entre os dois rivais na disputa pelo título deveriam ser autorizados a recuperar a volta, ao invés de todos os retardatários, como é o procedimento usual.

Em um segundo protesto, a Mercedes também argumentou que o artigo 48.8 foi violado com o carro da Verstappen ultrapassando Hamilton antes de a corrida ser retomada, à medida que ele esperava impacientemente o retorno da prova.

É ilegal ultrapassar, a menos que autorizado a fazê-lo, enquanto o carro de segurança estiver na pista.

A Mercedes disse que não fará mais comentários antes da audiência sobre o protesto.