Kobra cria obra de arte feita com cápsulas de café da Nespresso

A obra é uma parceria do artista com a marca de café, que vem trabalhando para diminuir os resíduos no meio ambiente

Kobra: o painel com cápsulas recicladas fica na rua Oscar Freire, em São Paulo.  (Helo Oliveira/Divulgação)

Kobra: o painel com cápsulas recicladas fica na rua Oscar Freire, em São Paulo. (Helo Oliveira/Divulgação)

MD

Matheus Doliveira

Publicado em 20 de julho de 2021 às 11h49.

Colocar uma cápsula de cappuccino no compartimento da cafeteira e apertar um botão é simples, mas o preço que se paga por essa praticidade são os resíduos despejados no meio ambiente.

Desde 2011, a Nespresso investe 5 milhões por ano para reciclar as famosas cápsulas de alumínio. Dando mais um passo na direção de um sistema UpCycling, a marca convidou o artista Kobra para criar uma obra de arte inteiramente feita de materiais reciclados.

A criação de Kobra é trabalhada com diferentes texturas e dimensões, desde o orgânico, com o pó de café usado, até o sintético, com o alumínio das cápsulas.

Com dimensão de 100X102cm, a obra ficará exposta na vitrine da Boutique Nespresso na Rua Oscar Freire, em São Paulo, até meados de outubro. "Ao usar o conceito do UpCycling para esta ação, estou misturando o meio e a mensagem, ou seja, fazendo com que a arte em si já seja calcada na ideia de transformação sustentável", diz Eduardo Kobra.

As intervenção artística marca o aniversário de 15 anos da Nespresso no Brasil. A marca iniciou seu programa de reciclagem há 10 anos e investe mais de 5 milhões de reais por ano em ações relacionadas.

As cápsulas usadas são encaminhadas ao Centro de Reciclagem da marca, que fica em Osasco, região metropolitana de São Paulo, para separação mecânica da borra de café e do alumínio sem a utilização de água.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

Acompanhe tudo sobre:ArteCaféMeio ambienteNespresso

Mais de Casual

O discreto Corolla Cross chega com novo visual. Quer saber o preço?

Conheça o novo hotel de luxo na Faria Lima voltado às artes

“Temos esse jeito esportivo porque somos a Montblanc”, diz diretor de relógios da marca

Conheça a tendência do design italiano e aposta da Dolce & Gabbana

Mais na Exame