Hulk, Pepsi, Batman… por que os relógios da Rolex têm esses apelidos?

Os fãs da marca suíça usam nomes de heróis ou ícones pop para se referir a versões dos modelos Submariner, GMT e Daytona

Quem venceria uma hipotética disputa entre o Incrível Hulk e o Kermit, conhecido no Brasil como Caco? Evidentemente, o pobre sapo da família Muppets não teria a menor chance frente à versão raivosa do cientista Bruce Banner, mas essa briga não faz o menor sentido – a não ser no universo da alta relojoaria, mais especificamente dentro da Rolex.

Kermit é o nome informal de umas das versões do novo Submariner, que a Rolex apresentou duas semanas atrás. Por que o nome? Bem, fácil entender a razão. O relógio em aço tem o mostrador preto e o bezel... verde, cor símbolo da Rolex. Foi uma das sensações das novidades trazidas este ano, com certo atraso devdo à pandemia do coronavírus, pela manufatura suíça.

Na verdade, trata-se de um retorno, e não exatamente de uma novidade. O primeiro Kemit foi apresentado como celebração do aniversário de 50 anos do modelo Submariner, em 2003. Depois de sete anos de produção, em 2010, ele foi substituído. E por quem? Pelo Hulk.

Rolex Submariner Kermit Rolex Submariner Kermit: relançado este ano

Rolex Submariner Kermit: relançado este ano (Divulgação/Divulgação)

O Hulk tomou então o lugar do Kermit em grande estilo. E por quê? Simplesmente porque agora o modelo não vinha apenas com o bezel em verde – e sim também com o mostrador nessa cor. A impressão, portanto, é de um relógio mais chamativo. Certamente mais verde.

Este ano o Submariner, provavelmente o relógio mais conhecido da mais conhecida das manufaturas suíças, e o mais comercial, vem um pouco maior. A caixa tem 1 mm a mais, com 41 mm no total, e a pulseira também está um pouco mais larga, proporcionando uma sensação de encaixe melhor, quase como se o relógio todo fosse uma continuação, sem quebra.

Para o público em geral, e principalmente para os fãs, a sensação é a cor – e a volta do apelido de Kermit, que virou assunto nos blogs especializados e nas contas de Instagram dos aficionados. O relógio chegou ao Brasil pelo preço de 62.100 reais. O Hulk está temporariamente aposentado. Pelo menos nas revendedoras oficiais. No mercado de segunda mão, seu valor certamente vai subir.

Kermit e Hulk estão longe de ser os únicos relógios da Rolex com apelido. A seguir mostramos alguns deles.

Rolex GMT Master II Pepsi

Talvez o Pepsi tenha sido o primeiro Rolex a ganhar um apelido carinhoso. O modelo é o GMT Master II, lançado em 1955, que apresenta dois fusos horários ao mesmo tempo, outro clássico da marca. O mostrador é preto e o bezel vem nas cores azul e vermelho, muito próximos ao logo de uma certa marca de refrigerante americana. É muito semelhante também a um modelo que a marca suíça desenvolveu para os pilotos da Pan Am nos anos 1950. O modelo que está no catálogo da Rolex foi lançado na Baselworld de 2018 e custa por aqui 63.000 reais.

Rolex GTM Pepsi Rolex GMT Pepsi: talvez o primeiro modelo da marca a ganhar um apelido

Rolex GMT Pepsi: talvez o primeiro modelo da marca a ganhar um apelido (Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolex GMT Master II Batman

A referência ao Batman aqui também é clara. O bezel nas cores preta e azul remetem diretamente ao herói da DC Comics, amigo do Robin. Inicialmente não foi tão celebrado como o GMT Pepsi, mas rapidamente saiu da sombra e ganhou sua legião de admiradores. A versão super jubilè foi apresentada na Baselworld do ano passado. No Brasil, custa 63.000 reais.

Rolex Submariner Batman Rolex GMT Batman: versão apresentada no ano passado

Rolex GMT Batman: versão apresentada no ano passado (Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolex GMT Master II Coca-Cola

Seria uma parcialidade sem tamanho se a Rolex tivesse um modelo Pepsi e não um Coca-Cola. Vem com bezel em preto e vermelho, claro, com mostrador preto. É mais antigo que o Pepsi e remonta a 1983. Também foi conhecido como Fat Lady, pela espessura e robustez. Qualquer relação entre os dois apelidos é no máximo coincidência. Foi descontinuado e não está à venda nos revendedores oficiais.

 

Rolex Submariner Smurf

Esse não fez tanto sucesso, talvez porque fosse um caso único de Rolex com caixa e pulseira inteiramente de ouro branco. O mostrador e o bezel eram inteiramente azuis, num tom muito semelhante ao do papai Smurf e sua turma. Ao contrário do Hulk, por exemplo, pode-se encontrar no mercado de segunda mão a um preço mais baixo do que se estivesse em linha de produção. Entre as versões deste ano, um dos modelos tem o bezel na mesma tonalidade, apesar do mostrador preto, e vem sendo chamado também de Smurf. Essa variação não veio ao Brasil.

 

Rolex Daytona Paul Newman

A referência é ao ator americano, estrela de diversos filmes de corrida, que ostentava nos sets e fora deles um cronógrafo Daytona. Foi lançado em 1963 como instrumento de corrida. O original de Paul Newman recentemente foi leiloado, por um preço recorde. No site brasileiro as versões de açõ começam em 85.500 reais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.