Casual

Dicas de nutrição para retomar as atividades com disposição

Alimentação interfere diretamente no pique para executar as tarefas diárias


	Alimentação: alimentos de difícil digestão, como frituras, doces e carnes gordurosas, necessitam de muita energia do organismo para sua metabolização, roubando a disposição para executar outras atividades
 (Getty Images)

Alimentação: alimentos de difícil digestão, como frituras, doces e carnes gordurosas, necessitam de muita energia do organismo para sua metabolização, roubando a disposição para executar outras atividades (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de fevereiro de 2014 às 09h06.

São Paulo - Passadas as festas de fim de ano, parece que o corpo sente em retomar o ritmo para cumprir todas as atividades rotineiras. Isso é fato, não apenas uma sensação. A alimentação interfere diretamente no pique para executar as tarefas diárias. Alimentos de difícil digestão, como frituras, doces e carnes gordurosas (principais componentes da dieta de fim de ano), necessitam de muita energia do organismo para sua metabolização, roubando a disposição para executar outras atividades. Ou seja, todo o cardápio das festas de fim de ano é refletido agora na sua disposição para iniciar o ano.

Para que o organismo tenha energia e possa funcionar de maneira adequada e com mais disposição, é importante que todos os grupos de alimentos sejam consumidos ao longo do dia em quantidades suficientes para suprir o organismo com nutrientes essenciais. Entre os micronutrientes, que são os componentes necessários em quantias extremamente pequenas à manutenção das funções do organismo, as vitaminas do complexo B são fundamentais para a produção de energia, assim como o zinco, mineral importante para o metabolismo energético.

Já no grupo de macronutrientes, componentes de fundamental importância para o organismo e responsáveis por fornecer 90% do peso seco da dieta e 100% de sua energia, a proteína representa grande importância. Ela exerce funções importantes no mecanismo de defesa (ex. fornecendo anticorpos), hormonal (ex. produção de insulina), estrutural (fortalecendo o colágeno da pele, unhas e cabelos) e energética (1g de proteína fornece 4kcal).

A proteína é o principal componente funcional e estrutural de todas as células do corpo e seu consumo é essencial para manter a integridade e a função celular. Para que a atuação da proteína seja eficiente e adequada, ela deve ser consumida diversas vezes ao dia. “O ideal é que porções de proteína sejam divididas durante as refeições do dia para consumo e não apenas uma vez com uma porção inteira. Isso contribui para o equilíbrio da alimentação, maior saciedade e melhor aproveitamento do nutriente pelo organismo”, explica Gisele Pavin, coordenadora de Saúde e Nutrição da Unilever.


Um dos alimentos mais eficientes para o consumo de proteína é a soja. Considerada um dos mais completos alimentos de origem vegetal, a soja apresenta proteína de alto valor biológico, e contém todos os aminoácidos essenciais e em quantidades suficientes para a digestibilidade.

Não deixe faltar energia no seu dia a dia. Veja algumas dicas da nutricionista Gisele Pavin para voltar à rotina com muita força.

• Fracione a alimentação. Comer várias vezes ao dia, em pequenas porções, ajuda a manter a energia constante, acelera o metabolismo e evita a hipoglicemia (falta de açúcar no sangue), que pode causar fraqueza.
• O café da manhã é fundamental para proporcionar energia para o começo do dia! Pois durante a noite utilizamos nossos estoques de energia para manter o organismo funcionado e esta energia precisa ser reposta!
• Coma o mínimo de alimentos ricos em gordura possível para não ficar com aquela sensação de desânimo. Retire a gordura aparente das carnes, troque a manteiga pelo creme vegetal, evite frituras e massas folhadas!
• Os carboidratos complexos, como cereais integrais, arroz integral e farelo de trigo, proporcionam a liberação de energia de forma mais gradativa, pois contêm mais fibras. Portanto, seu consumo proporciona mais disposição ao longo do dia.
• Inclua soja na dieta! O grão tem ganhado muitos adeptos não só pelo seu poder nutricional, mas também por sua versatilidade de consumo. A soja pode ser facilmente incorporada a uma alimentação saudável de diferentes formas, como grãos cozidos, em saladas ou refogados, e em preparações que utilizam a proteína texturizada, como hambúrguer de soja, legumes recheados, estrogonofe e lasanha. Outra opção prática e nutritiva, que pode ser incluída nos lanches intermediários auxiliando no fracionamento da ingestão de proteínas do dia, são as bebidas à base de soja, que também são fonte de vitaminas e minerais, importantes para o fornecimento de energia.

Acompanhe tudo sobre:AlimentaçãoBem-estarRunner's WorldTrigo

Mais de Casual

Brasil lidera mercado de jatos executivos na América Latina que deve movimentar US$ 1,31 bi até 2029

Como Roger Federer vai ser lembrado no futuro? Documentário aponta seu legado

Conheça a rede de hotéis de luxo de Francis Ford Coppola

Olimpíada de Paris: 8 dicas para aproveitar a cidade para além das competições

Mais na Exame