"Computador de vestir": Amazon aposta em dispositivos de bem-estar

O relógio inteligente Halo tem até um microfone para ouvir seu tom de voz e dizer como seu humor soa para outras pessoas

Muitos de nós estamos no mesmo barco hoje em dia. Com o coronavírus matando mais pessoas diariamente, estamos cada vez mais estressados e bebendo mais álcool. Ao mesmo tempo, com as academias fechadas, passamos mais tempo sentados e colados às telas.

Por isso, você pode estar se perguntando o que estou pensando: como a pandemia está afetando meu corpo? Como não podemos sair de casa facilmente para ver médicos em casos em que não há emergência, basicamente temos de descobrir isso sozinhos.

Eis que chega a Halo, a nova pulseira de controle da forma física da Amazon, com uma novidade: ela afirma que, usando um aplicativo de smartphone para digitalizar imagens do seu corpo, será possível dizer quanta gordura corporal você tem, com muito mais precisão do que as tecnologias passadas. O dispositivo também tem um microfone para ouvir seu tom de voz e dizer como seu humor soa para outras pessoas. (O masoquista dentro de mim disse: "Inscreva-se!")

A Halo é a incursão da Amazon nos chamados computadores de vestir, que ficam de olho em nossa saúde, seguindo os passos da Apple e da Fitbit. A Amazon está vendendo a Halo por US$ 65 apenas para convidados, o que significa que você tem de entrar em uma lista de espera para comprá-la. Eu me ofereci para ser cobaia e recebi a minha em outubro.

Quando a Halo chegou, instalei o aplicativo, tirei minha camiseta e preparei a câmera do celular. Eis o que aconteceu a seguir: a Halo disse que eu era mais gordo do que pensava – com 25 por cento de gordura corporal, valor que o aplicativo afirmou ser "muito alto".

Eu estava cético. Sou uma pessoa relativamente magra que engordou um quilo desde o ano passado. Costumo preparar refeições saudáveis e fazer exercícios leves ao ar livre. Minhas roupas ainda me servem.

Senti que a Halo havia me deixado embaraçado e confuso. Assim, enviei meus dados e exames corporais do aplicativo para o dr. Lawrence Cheskin, professor de Nutrição e Estudos Alimentares da Universidade George Mason e fundador do Centro Johns Hopkins de Controle de Peso.

Depois de revisar meus resultados, Cheskin anotou minha altura e meu peso para calcular meu índice de massa corporal (IMC), métrica usada para estimar a obesidade. Ele afirmou que é altamente improvável que um homem da minha idade (36 anos) tenha 25 por cento de gordura corporal. "A menos que você fosse sedentário e tivesse uma dieta muito ruim, tenho minhas dúvidas sobre o diagnóstico da Halo", acrescentou.

Cheskin me encorajou a coletar mais dados, medindo minha gordura corporal com outros dispositivos, e a fazer o mesmo com pelo menos mais uma pessoa. Assim o fiz, e descobri que as leituras de gordura corporal da Halo foram consistentemente distorcidas, mais do que outras ferramentas, para mim e para o outro.

Concluí que a análise corporal da Halo era questionável. Mais importante, parecia uma experiência negativa que não me motivou a entrar em forma. Tive experiências muito mais edificantes com outros produtos como o Apple Watch e o Fitbit, conforme mostrado abaixo.

Medindo a gordura corporal

A medição da gordura corporal pode ser complicada porque os métodos tradicionais disponíveis para os consumidores nem sempre são precisos.

As balanças inteligentes que medem a gordura corporal usam a análise de impedância bioelétrica, que envia uma pequena corrente através de seus pés descalços. As pinças de pele, método mais datado, são essencialmente réguas que beliscam dobras da pele para medir sua espessura.

Essas técnicas não são perfeitamente confiáveis. Se as pessoas usarem balanças inteligentes em diferentes horas do dia ou com diferentes níveis de hidratação, os resultados podem variar. As pinças podem medir as dobras da pele incorretamente, caso você meça as áreas erradas.

A Amazon garantiu que a tecnologia da Halo era muito mais precisa. Para escanear seu corpo, você usa a câmera frontal do smartphone e tira fotos da frente, das laterais e das costas do seu corpo. Em seguida, a Amazon une as imagens em um modelo 3D para analisar sua composição corporal e calcular a porcentagem de gordura.

Decidi registrar as medidas consistentes de gordura corporal para mim e um amigo usando a Halo, uma balança de banheiro Fitbit e uma pinça de pele tida como muito boa. Em novembro e dezembro, fiz medições matinais com a Halo e a balança; minha esposa beliscou minhas dobras de pele em quatro áreas com a pinça. Medi a gordura corporal do meu sujeito de teste uma vez com cada dispositivo.

Nossos resultados foram notavelmente semelhantes para dois homens com composições corporais muito diferentes:

– O produto da Amazon estimou que meu amigo, um homem de 1,95 metro e 90 quilos, tinha 24 por cento de gordura corporal, a balança Fitbit dizia 19 por cento, e as medidas de dobra de pele davam 20 por cento.

– Para mim – 1,68 metro e cerca de 64 quilos –, a Halo disse em novembro que eu tinha 25 por cento de gordura corporal, a balança Fitbit dizia 19 por cento, e as medidas de dobra de pele, 20 por cento. Em dezembro, a Halo disse que eu tinha 26 por cento de gordura corporal (infelizmente, comi mais sobras de Ação de Graças do que o normal), a balança Fitbit dizia 20 por cento, e as medidas de dobra de pele somavam 21 por cento.

Cheskin especulou que a Halo poderia ter um viés exagerado em seu algoritmo, porque subestimar a gordura corporal para uma pessoa obesa seria mais problemático.

Maulik Majmudar, médico da Amazon que trabalhou na Halo, afirmou que as pessoas devem esperar que os resultados do dispositivo sejam diferentes, porque o método é mais preciso que o das balanças com dados de gordura corporal e as pinças.

Ele informou que a Amazon desenvolveu seu algoritmo de medição corporal a partir de um conjunto amostral de dezenas de milhares de imagens do corpo das pessoas de uma ampla gama de dados demográficos. Então, fez testes internos medindo a gordura corporal das pessoas usando o scanner da Halo, uma balança inteligente e a Dexa, técnica que usa raios X para escanear a densidade óssea, que estudos mostraram ser uma medida confiável para a gordura corporal. A empresa deduziu que o método da Halo era duas vezes mais preciso que as balanças de banheiro.

Ainda assim, Cheskin não estava convencido das alegações de precisão da Amazon. Para ele, um estudo válido envolveria um ensaio clínico medindo a gordura corporal de muitos indivíduos humanos com cada um dos métodos – Halo, Dexa, balança de impedância bioelétrica e pinças – e comparando os resultados.

Precisa ou não, a parte mais decepcionante da análise de gordura corporal da Amazon foi que ela não tem um contexto importante. Embora o aplicativo tenha pedido minha etnia, minha idade e meu sexo, o programa disse que meu nível de gordura corporal de 25 por cento era muito alto e estava fora da zona "saudável" (cerca de 12 por cento a 18 por cento). Afirmou também que os resultados saudáveis estavam associados a uma vida mais longa e a menores riscos de doenças cardíacas.

Cheskin fez uma análise mais matizada. Os níveis de gordura corporal podem ter diferentes implicações para a saúde, dependendo de sua idade, sua etnia, seu sexo, seus níveis de colesterol e seu histórico familiar. A circunferência da cintura também importa, porque a gordura abdominal grave pode estar associada a problemas de saúde.

Ele garantiu que, para um homem de origem asiática da minha idade, com uma cintura de 86 centímetros, cuja família não tem histórico de diabetes ou problemas cardíacos, e cujos exames de sangue recentemente mostraram níveis normais de colesterol, mesmo uma leitura de 25 por cento da gordura corporal provavelmente não seria alarmante.

Tal contexto, combinado com meu índice de massa corporal e as medidas feitas com a balança e a pinça, levou Cheskin a duvidar da análise da Halo. Ele ficou preocupado com as possíveis consequências da tecnologia. "Será que isso pode criar distúrbios alimentares? Você está pegando um monte de pessoas com peso e IMC normais e lhes dizendo que estão muito gordas. O que elas vão fazer com isso? Algumas serão mais compulsivas e começarão a fazer coisas inapropriadas", analisou.

Resumo

Na minha experiência, existem produtos melhores de monitoramento da forma física que oferecem motivação mais positiva.

O Apple Watch, por exemplo, permite definir metas para quanto você quer se movimentar ou se exercitar todos os dias, e essas metas são simbolizadas por anéis coloridos, mostrados no relógio. Uma vez que um anel é concluído, você atingiu seu objetivo. Os dispositivos Fitbit enviam notificações para seu telefone, mostrando quando você está próximo de seu objetivo. Nenhum dos dispositivos chega perto de deformar seu corpo.

Outra característica única da Halo é o Tone, que usa o microfone do dispositivo para ouvir suas conversas periodicamente e dizer como está seu humor. Desativei o recurso depois de dois dias porque parecia uma invasão de privacidade assustadora. Mas o deixei ligado o suficiente para reclamar com minha esposa da péssima ideia que era isso.

Depois de analisar a conversa, o aplicativo da Halo apontou que eu parecia irritado e enojado. Isso, pelo menos, foi preciso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.