Casual
Acompanhe:

10 tendências globais de consumo para 2023

Gastos emocionais (com responsabilidade), tempo de tela mais seletivo e perda da força da publicidade tradicional são hábitos apontados em relatório da Euromonitor

 (Arturo Holmes/Getty Images)

(Arturo Holmes/Getty Images)

I
Ivan Padilla

17 de janeiro de 2023, 09h00

Como será o consumo em 2023? Difícil apontar com precisão, mas algumas tendências foram mapeadas pela empresa global de pesquisa de mercado Euromonitor International, em relatório divulgado nesta semana.

O documento vai ajudar empresas de varejo preverem motivações de compras e suprirem necessidades não atendidas. Mas é interessante também para os próprios consumidores entenderem seus hábitos e repensarem sua forma de consumo.

“Os últimos anos foram tudo menos convencionais e 2023 não será exceção”, diz Alison Angus, head de inovação da Euromonitor International. “As empresas devem esperar um comportamento bastante divergente à medida que os consumidores lidam com os desafios contínuos da volta à vida normal.”

Consumidores gastando de forma responsável, porém emocional, o papel da digitalização nos processos de compra, as demandas de igualdade feminina e uma Geração Z disruptiva são alguns fatores que definirão as tendências globais de consumo neste ano de acordo com a Euromonitor. Acompanhe.

Automação Autêntica

Humanos e máquinas precisam estar em sincronia para fornecer soluções significativas. As conexões emocionais não devem ser subestimadas e os benefícios tecnológicos devem superar a necessidade de interações pessoais para criar uma experiência perfeita.

Compradores Cautelosos

A crise do custo de vida está diminuindo o poder de compra dos consumidores. Economizar é prioridade. Em 2022, 75% dos consumidores não planejavam aumentar os gastos gerais.

Controlar o Tempo de Tela

As pessoas ainda estão ligadas a seus dispositivos, mas o tempo de tela é mais seletivo. Os consumidores querem uma experiência digital eficiente e filtrada de acordo com seus interesses.

Eco-Econômicos

Os padrões de consumo são menos de aquisição e mais de redução, o que impacta positivamente o planeta. Um exemplo: 43% dos consumidores reduziram o consumo de energia no ano passado.

Hora do Jogo

Os games se tornaram um líder em entretenimento e transcenderam a divisão geracional. O que antes era um nicho é agora uma oportunidade de mercado em massa.

Aqui e Agora

Soluções flexíveis expandem o poder de compra e aliviam as pressões de custo para ajudar os consumidores a gastar com felicidade. No curto-prazo, “alegria” é um motivador de compra. Em 2022, o valor de empréstimo do buy now, pay later foi de 156 bilhões de dólares.

Rotinas Revividas

A pós-pandemia está aqui. Os consumidores estão se adaptando a novos horários e navegando em um retorno à realidade. 39% dos consumidores disseram que mais de suas atividades diárias serão presenciais nos próximos cinco anos.

Ascensão Feminina

Os consumidores se recusam a permanecer em silêncio sobre a desigualdade de gênero. Representação justa, equidade e inclusão estão na vanguarda das decisões de compra das mulheres.

Equilíbrio

A fadiga está se instalando à medida que os consumidores navegam em tempos caóticos e erráticos; eles estão colocando as necessidades pessoais acima de tudo. 53% dos consumidores estabeleceram um limite estrito entre vida profissional (ou escolar) e pessoal em 2022.

Jovens e Disruptivos

Os consumidores da Geração Z defendem suas crenças e se expõem. Eles são imunes à publicidade tradicional. Autenticidade e impacto social fazem a diferença.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos pra você aproveitar seu tempo livre com qualidade.