Casual

Cinco alimentos que melhoram a visão

Especialista recorre ao bom senso da população e diz que, geralmente, o que engorda e faz mal à saúde também prejudica a visão


	Cenouras: para diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, determinados alimentos têm o poder de retardar ou ainda atenuar doenças oculares
 (Wikimedia Commons)

Cenouras: para diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, determinados alimentos têm o poder de retardar ou ainda atenuar doenças oculares (Wikimedia Commons)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de janeiro de 2014 às 17h11.

Por causa do calor tropical, ou ainda por causa dos votos do fim de ano, os primeiros meses de 2014 são os mais indicados para abandonar velhos hábitos que fazem mal à saúde e adotar uma dieta equilibrada, cortando carboidratos, gordura trans, carne vermelha, embutidos, sal e açúcar.

Praticamente, tudo o que faz mal à saúde e à boa forma prejudica também a visão. Mas, pensando exclusivamente na saúde dos olhos, é possível ingerir alimentos que de fato contribuem para enxergar bem.

De acordo com o oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo, determinados alimentos têm o poder de retardar ou ainda atenuar doenças oculares. A seguir, o especialista aponta cinco alimentos que têm o poder de melhorar a visão.

1. Cenouras e alimentos de cor laranja
“É de conhecimento popular que comer cenoura faz bem aos olhos. E é verdade. Tanto cenouras quanto as demais frutas e legumes de cor alaranjada. Isso porque o betacaroteno, que é um antioxidante natural, é uma das formas indiretas de se obter a vitamina A que contribui com que a retina e outras partes do olho funcionem sem problemas. Vale ressaltar que tanto a cenoura quanto a abóbora contêm também muita vitamina C – ótimo para a saúde em geral.”

2. Folhas verdes
“Saladas de folhas verdes são uma ótima opção não só para o verão, mas para todo o ano. Afinal, principalmente as verduras de tonalidade verde-escuro, como espinafre, couve e brócolis, contêm antioxidantes que protegem os olhos, reduzindo os danos provocados pelos radicais livres. Por conter luteína e zeaxantina, contribuem bastante para reduzir o risco de degeneração macular e catarata. Além disso, esses dois poderosos antioxidantes contribuem para diminuir o desconforto com relação ao brilho, melhoram o contraste e também podem aumentar o alcance visual.”

3. Ovos
“Além de também ser uma fonte privilegiada de luteína e zeaxantina, a gema contém zinco, que contribui igualmente para reduzir o risco de degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Como os danos oxidativos à retina são um relevante fator de risco para a DMRI, esse tipo de antioxidante pode, então, prevenir danos celulares e a perda gradual da visão.”

4. Frutas vermelhas e cítricas
“Essas frutas são ricas em vitamina C – que também tem um papel fundamental na prevenção de doenças oculares. Por serem poderosos antioxidantes, atuam na prevenção de doenças oculares e também impedindo a progressão de doenças já instaladas, como o glaucoma. De todo modo, além de adotar uma dieta rica nesse tipo de alimento, é importante consultar um especialista e fazer o tratamento indicado.”

5. Peixes
“Ricos em ômega-3 e ômega-6, os peixes que fazem bem à saúde ocular são aqueles geralmente servidos em restaurantes japoneses: salmão, atum, truta, além de anchovas e cavala. Por conterem ácido graxo, atuam na prevenção da Síndrome do Olho Seco. Mas, como também são ricos em vitaminas A, B6, B12, C, D e E, além de minerais, oferecem outros tantos benefícios à saúde ocular e à saúde geral como um todo.”

Neves diz, ainda, que as receitas devem levar mais castanhas, linhaça e óleo de canola – já que também evitam a síndrome do olho seco, muito frequente nas grandes cidades e na terceira idade.

Acompanhe tudo sobre:AlimentosDietasEmagrecimentoSaúdeSaúde e boa formaTrigo

Mais de Casual

Arquiteto viraliza no TikTok organizando ambientes com Feng Shui

Como esta mochila tradicional do Japão conta a história do país

A tecnologia por trás do tênis que promete mudar o mercado de corrida

Descontos de até 50% marcam novo cenário das marcas de luxo na China

Mais na Exame