Casual

Café melhora o humor e a saúde

Três xícaras de café podem turbinar o humor, reduzir o risco de doenças e ainda dar um empurrão nos treinos


	Café: o café também é rico em antioxidantes, substâncias que retardam o envelhecimento das células
 (SeongJoon Cho/Bloomberg)

Café: o café também é rico em antioxidantes, substâncias que retardam o envelhecimento das células (SeongJoon Cho/Bloomberg)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de junho de 2014 às 11h14.

São Paulo - Uma xícara de café pela manhã já é hábito para muitos corredores. E não é à toa: a bebida desperta e parece dar aquela energia para treinar.

Mas existem bons motivos para você acrescentar mais uma ou duas xícaras ao cardápio. Muitos estudos apontam que o café pode deixá-lo mais feliz, menos estressado e até reduzir o risco de algumas doenças.

E os benefícios não estão apenas na cafeína: em si, o café também é rico em antioxidantes, substâncias que retardam o envelhecimento das células. Assim, quem prefere a versão descafeinada também aproveita as vantagens da bebida.

Turbina o humor

Segundo estudo do National Institutes of Health (EUA), quem bebe quatro xícaras de café diariamente tem 10% menos chance de cair em depressão. É que a cafeína pode funcionar como um antidepressivo suave por aumentar a ação da dopamina, neurotransmissor que produz sensação de bem-estar.

Evita o diabetes

É o que afirma uma análise feita por cientistas da Universidade de Qingdao, na China. Na pesquisa, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 foi 12% menor para aqueles que tomavam duas xícaras de café diariamente na versão cafeinada e 11% menor para quem preferia a bebida sem a cafeína.

Melhora o desempenho

Pesquisadores do Reino Unido deram a ciclistas e triatletas uma bebida com 350 mg de cafeína, café com mesma quantidade da substância, café descafeinado e placebo. Uma hora depois, os participantes realizaram um teste de ciclismo. O grupo da cafeína e o grupo do café normal obtiveram desempenho igual entre si, além de terem sido mais rápidos em 2 minutos quando comparados aos grupos dos descafeinados e do placebo.

Protege o coração

Um recente estudo publicado no periódico Circulation, feito por cientistas da Universidade de Harvard (EUA), indica que o consumo moderado de café (de três a quatro xícaras diárias) pode diminuir em até 11% o risco de você desenvolver insuficiência cardíaca. Outros estudos também indicam que a bebida pode ter impacto positivo na função dos vasos sanguíneos e no controle dos níveis de colesterol.

Diminui o risco de alzheimer

O consumo da cafeína também parece eficiente para reduzir o risco de desenvolver o mal de Alzheimer. Pesquisadores das universidades do Sul da Flórida e de Miami (EUA) acompanharam, por quatro anos, idosos entre 65 e 88 anos. Durante o período, os voluntários consumidores de três xícaras diárias de café não desenvolveram a doença, enquanto aqueles que foram acometidos pelo Alzheimer tinham 51% a menos de cafeína na corrente sanguínea.

Acompanhe tudo sobre:CaféCommodities

Mais de Casual

Chablis: por que os vinhos dessa região da França caíram no gosto do brasileiro?

"A Era das revoluções", de Fareed Zakaria, explica raízes do mundo contemporâneo; leia trecho

Do campo à xícara: saiba o caminho que o café percorre até chegar a sua mesa

Com sustentabilidade e legado, sempre teremos Paris

Mais na Exame