Grupo LVMH vai fabricar álcool gel para doar a hospitais

O famoso monograma da Louis Vuitton estará agora nos potes do antisséptico, que serão distribuídos gratuitamente na França

O célebre monograma está impresso em bolsas, carteiras, peças de roupa e diversos outros produtos de luxo, um atestado de qualidade e de posição social. Agora, a marca da Louis Vuitton estará em potes de álcool gel, um produto cada vez mais indispensável hoje, como ferramenta de higienização para evitar o contágio por coronavírus. A decisão foi anunciada em um comunicado distribuído no domingo à noite.

“Dado o risco de falta de álcool gel na França, Bernard Arnault instruiu a divisão de perfumes e cosméticos da LVMH para preparar as fábricas para produzir quantidades substanciais de álcool gel para serem entregues às autoridades públicas”, diz o texto, referindo-se ao acionista majoritário do conglomerado francês.

“A Louis Vuitton usará toda sua instalação produtiva de perfumes e cosméticos (Parfums Christian Dior, Guerlain e Parfums Givenchy) na França para produzir grandes quantidades de álcool gel a partir de segunda-feira.”

O aviso diz que o gel será entregue sem custo às autoridades de saúde da França como prioridade. Com essa iniciativa, o grupo LVMH quer ajudar a minimizar o risco de falta de produto na França e ajudar o maior número de pessoas a continuar adotando as ações corretas para se proteger contra a propagação do vírus. O grupo irá manter o compromisso pelo tempo que for necessário, junto às autoridades de saúde da França.

 

A Tiffany, marca de joias e cosméticos comprada no fim do ano passado pelo grupo, na maior negociação do segmento até hoje, não é citada. A marca americana custou 16,2 bilhões de dólares ao conglomerado.

O conglomerado está em ótimo momento. No ano passado, registrou um faturamento de 53,7 bilhões de euros, um aumento de 15% em relação ao período anterior. A divisão de perfumes rendeu ao grupo 6,8 bilhões de euros, 12% a mais do que em 2018.

A França havia registrado até agora pela manhã 5,437 casos, com 127 mortes. Por lá, eventos culturais e esportivos estão suspensos. Restaurantes e bares baixaram suas portas e as aulas foram suspensas. Acompanhe os números da pandemia em nosso mapa com atualização diária.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.