Casual

A excelência dos vinhos de Bordeaux está no equilíbrio entre tradição e tecnologia

Em Bordeaux, a tradição é mais do que uma palavra. É um estilo de vida, um legado que se perpetua ao longo dos séculos

Publicado em 9 de junho de 2024 às 07h03.

Tudo sobreVinhos
Saiba mais

Em uma recente visita à região de Bordeaux, mergulhei nas tradições e inovações que dão vida aos mais tradicionais e celebrados vinhos do mundo. Visitando prestigiadas vinícolas como Château Figeac, Château Vieux Certan, Château Margaux, Château Lynch Bages e Château Carbonnieux, deparei-me com a essência da busca pela excelência na produção vinícola, por meio de uma surpreendente harmonização entre tradição e tecnologia.

Em cada cômodo dos Châteaux, cada videira, cada barril, senti a reverência à história milenar do vinho, entrelaçada com a incessante busca por aprimoramento e inovação. Nas conversas com famílias e enólogos apaixonados e dedicados, compreendi como esses dois pilares — tradição e tecnologia — se entrelaçam para criar vinhos precisos e complexos, capazes de capturar a alma de Bordeaux em cada garrafa.

Terroir

Em linhas gerais, o terroir é uma expressão que remete à personalidade única de um local propiciada pela interação do solo, clima e geografia presentes nesse local.

O terroir de Bordeaux representa o alicerce sobre o qual se ergue a sua renomada tradição vinícola. Ao longo das margens direita e esquerda do rio Gironde (que dá origem ao rio Garonne à esquerda e ao rio Dordogne à direita) encontramos terroirs distintos, cada um conferindo características únicas aos vinhos ali produzidos.

Na margem direita, onde se encontram o Château Vieux Certan e o Château Figeac, os solos argilosos e calcários proporcionam um ambiente propício para o crescimento das uvas Merlot e Cabernet Franc, resultando em vinhos encorpados, exuberantes e elegantes. Aqui, a tradição é enraizada na arte da combinação, na busca pelo equilíbrio entre as diferentes variedades, criando cortes que ressaltam a expressão singular de cada safra.

Já na margem esquerda, representada por vinícolas como Château Margaux e Château Lynch Bages, os solos de cascalho e areia conferem uma mineralidade distinta aos vinhos, especialmente à uva Cabernet Sauvignon, protagonista dos célebres cortes bordaleses. Aqui, a tradição se manifesta na meticulosa vinificação, no longo envelhecimento em barris de carvalho e na busca pela perfeição a cada safra.

Tradição: o respeito às raízes

Em Bordeaux, a tradição é mais do que uma palavra. É um estilo de vida, um legado que se perpetua ao longo dos séculos. No Château Figeac, pude testemunhar o respeito ao legado e ao  mesmo tempo à continuidade de gerações, conciliando a constante busca pela inovação e melhoraria da qualidade do vinho com a preservação da história e das marcas deixadas pelas gerações passadas, inclusive na forma de se administrar a propriedade e produzir vinho de qualidade.

Tecnologia: a vanguarda da inovação

A tradição em Bordeaux não é estática. Ela se reinventa constantemente. Na procura pelo aprimoramento da qualidade e da consistência dos vinhos ali produzidos, ela abraça as mais recentes inovações tecnológicas.

No Château Lynch Bages, por exemplo, o uso de máquinas e equipamentos modernos para a separação das uvas, otimização do tempo e controle são impecáveis, sendo que o mais interessante é que eles possuem um “museu” que expõe os processos de vinificação utilizados antigamente e essa inovação é totalmente baseada nesses mesmos movimentos e processos do passado.

A tecnologia também desempenha um papel fundamental na gestão dos vinhedos, melhorando a saúde das plantas e a produção. Sistemas de monitoramento climático, análises de solo e drones são apenas algumas das ferramentas utilizadas pelas vinícolas de Bordeaux para minimizar os impactos ambientais e maximizar a qualidade das uvas.

Enoturismo em Bordeaux

Além de sua riqueza vinícola, Bordeaux também é um destino imperdível para os amantes do enoturismo. A beleza cativante da cidade, com suas elegantes avenidas arborizadas, praças históricas e arquitetura deslumbrante, proporciona o cenário perfeito para uma experiência sensorial única.

Os turistas podem explorar os prestigiados Châteaux da região, participar de degustações guiadas pelos próprios enólogos e descobrir os segredos por trás dos grandes vinhos de Bordeaux.

Nossa incrível experiência em Bordeaux foi fruto do excelente trabalho realizado na região pela guia brasileira, Cris Sigrist. Ela está na França desde 2005 e nos recebeu de uma forma incrível. Realmente fez muita diferença, inclusive para que quer desfrutar de uma experiência única e exclusiva.

Os restaurantes oferecem verdadeiras experiências enogastronômicas, harmonizando o que há de melhor da culinária e vinhos da região. Das clássicas brasseries às sofisticadas casas de haute cuisine, Bordeaux é um paraíso para os gourmets, onde cada refeição se transforma em uma celebração dos sabores locais e da arte de bem-viver.

A alma de Bordeaux

Em Bordeaux encontrei não apenas uma bebida, mas a verdadeira expressão da alma desta região abençoada pelo sol e acariciada pelo vento, e pude testemunhar a magia que acontece quando tradição e tecnologia se unem em busca da excelência.

Com sua combinação única de história, tradição, tecnologia e hospitalidade, Bordeaux é muito mais do que uma simples região vinícola. É um destino imperdível para todos aqueles que buscam uma experiência sensorial inesquecível.

Acompanhe tudo sobre:VinhosFrança

Mais de Casual

Com 4º título em Roland-Garros, Iga Swiatek chega a R$ 128 milhões em prêmios aos 23 anos

Os 13 melhores espumantes da Argentina, eleitos por um dos maiores guias do mundo

Fogo de Chão expande no Brasil: meta é abrir novas lojas e alcançar US$ 1 bilhão de receita

Em Barcelona: conheça o melhor restaurante do mundo e saiba quanto custa o menu

Mais na Exame