Casual

5 bons motivos para continuar treinando no calor

Mesmo quando está quente demais há boas razões para adorar treinar durante o verão


	Corrida: treinar sob temperaturas escaldantes do verão pode render melhora na performance até o outono
 (Divulgação/Elon Júnior)

Corrida: treinar sob temperaturas escaldantes do verão pode render melhora na performance até o outono (Divulgação/Elon Júnior)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de janeiro de 2015 às 17h04.

São Paulo - Reclamar das altas temperaturas já é lugar-comum. E tem motivo de ser.

O clima quente desacelera o seu ritmo – entre 1,5% a 3% a cada salto de 10 graus acima dos 13ºC.

E costuma acabar com o entusiasmo de muitos corredores. Mas, acredite, treinar sob as temperaturas escaldantes do verão pode render uma melhora na performance até o outono.

"No clima quente, uma maneira de seu organismo tentar se resfriar é enviando sangue para a superfície da pele, onde o calor se dissipa no ar", explica a americana Janet Hamilton, treinadora de corrida e fisiologista do exercício.

Essa ação refrigeradora desvia o sangue (e o oxigênio que abastece a corrida) dos músculos em atividade.

Para satisfazer as demandas de resfriamento e do exercício, o corpo produz mais sangue. Quando a temperatura cai, os músculos aproveitam esse excedente.

"Você sente como se pudesse voar, como o Peter Pan", diz Janet.

"Se estiver na iminência de um recorde pessoal, treinar no calor pode ser o fator que vai levá-lo até essa conquista."

Mesmo que você não esteja mirando em melhorar suas marcas, o verão traz uma série de vantagens (mostramos algumas a seguir).

Portanto, da próxima vez que estiver prestes a amaldiçoar o tempo quente, leve em consideração os privilégios que só ele traz para o seu desempenho. Basta se preparar para ele!

TREINOS BEM ILUMINADOS

A luminosidade prolongada dos dias de verão deixa as corridas de manhã e à noite mais interessantes.

"Quem não se sente seguro de correr no escuro pode encontrar um momento à luz do dia que não interfira no horário de trabalho", afirma Janet.

Essa exposição à luz do sol também facilita na hora de conseguir a sua dose diária de vitamina D.

"Além disso, como é mais difícil sair de casa quando está escuro, ver o céu claro diminui a probabilidade de faltar a um treino no verão", diz Ken Mierke, treinador de Washington (EUA).

Você pode até experimentar correr duas vezes ao dia, com 20 minutos pela manhã e 20 minutos à noite, por exemplo.

"Dividir o treino em duas partes pode ser útil quando os compromissos de trabalho ou familiares impedem grandes bloqueios na agenda", explica Janet.

MOTIVAÇÃO PARA CORRER LEVE — DE VERDADE!

O clima do verão faz muitos corredores sentirem que têm blocos de concreto nos pés.

Em vez de lamentar a lentidão, explore-a: vença seu primeiro quilômetro em um pace mais lento para aumentar a quantidade de tempo que consegue correr sem superaquecer o corpo.

Por exemplo, se você faz 1 km em 6 minutos, comece em ritmo de completá-lo em 7 ou 8 minutos.

"A maioria dos corredores tem dificuldade de aceitar o conceito de correr em ritmo confortável", diz Janet.

MAIS CHANCES DE CRUZAR ANTES A LINHA DE CHEGADA

Independentemente de onde você mora, o verão sempre denota um aumento no número de provas de corrida realizadas – principalmente as curtas.

Não é difícil encontrar uma prova de 5 ou 10 km quase todo fim de semana, e algumas em dias de semana à noite.

Competir uma vez por mês pode aumentar a sua motivação e servir como um teste do seu progresso para a prova mais longa que está na sua meta.

As competições também podem substituir treinos de velocidade, segundo Mierke.

"Ter um número no peito significa motivação extra. E é muito mais divertido do que correr na pista até colocar os pulmões para fora", compara ele.

MAIS TREINOS OUTDOOR

Trocar a esteira pelo ar livre pode ajudar a corrigir sua postura, ensina Mierke: "Sem o amortecimento do equipamento, os corredores têm a tendência de dar passadas mais curtas e rápidas".

Mierke é também um grande defensor de fazer cross-training com ciclismo, natação, caminhada em trilhas e remo, que não apenas oferecem uma fuga do asfalto abafado como permitem volume de treino maior com menos fadiga e risco de lesão.

O verão também é a época ideal para corrida em trilha, a modalidade preferida de cross-training de Janet para corredores em uma rotina constante de treino no asfalto.

"Trilhas ajudam a construir força e resistência porque obrigam a se adaptar a diferentes terrenos e irregularidades no percurso", diz a treinadora.

"E, como tendem a ter a sombra de árvores, trilhas oferecem proteção solar – e até um aumento de oxigênio disponível", acrescenta Mierke.

MENOS PREOCUPAÇÃO NOS LONGÕES

O verão é ótimo para quem gosta de vestir pouca roupa. Para quem corre, então, isso significa não precisar se preocupar com blusas que protejam do frio sem aquecer demais e que sejam fáceis de carregar no percurso.

Resumindo: os treinos longos exigem menos preparação nessa época do ano.

Acompanhe tudo sobre:ClimaCorridaEsportesExercícios FísicosRunner's WorldSaúde e boa forma

Mais de Casual

Brasil lidera mercado de jatos executivos na América Latina que deve movimentar US$ 1,31 bi até 2029

Como Roger Federer vai ser lembrado no futuro? Documentário aponta seu legado

Conheça a rede de hotéis de luxo de Francis Ford Coppola

Olimpíada de Paris: 8 dicas para aproveitar a cidade para além das competições

Mais na Exame