Casual

2 minutos de exercícios podem ajudar nas dores no pescoço

Programa de exercício curto e simples pode diminuir significativamente a dor e até melhorar a corrida, de acordo com um novo estudo

Mulher com dor no ombro: exercício consiste em fixar o 'elástico' de resistência no chão, segurá-lo com a mão e elevar os braços lateralmente para longe do corpo até formar um ângulo de 90 graus (Getty Images)

Mulher com dor no ombro: exercício consiste em fixar o 'elástico' de resistência no chão, segurá-lo com a mão e elevar os braços lateralmente para longe do corpo até formar um ângulo de 90 graus (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de fevereiro de 2014 às 10h13.

São Paulo - Se você lê agora essa NotaCorrida no escritório, em sua mesa de trabalho, pode ser que esteja longe da postura ideal e assim fazer parte dos trabalhadores com dor crônica no pescoço e no ombro. Porém, um programa de exercício curto e simples pode diminuir significativamente a dor e até melhorar a corrida, de acordo com um novo estudo.

A pesquisa analisou 30 trabalhadores de escritório dinamarqueses com dor crônica no pescoço e ombro e os dividiu em dois grupos: a metade recebeu informações sobre saúde em geral e os outros 15 fizeram um programa de exercício de dois minutos por dia de trabalho por 10 semanas. O "programa" foi de apenas um exercício - elevação lateral de ombro com uma banda elástica de resistência - realizado tantas vezes quanto possível dentro de dois minutos. O exercício, também conhecido como abdução, consiste em fixar o 'elástico' de resistência no chão, segurá-lo com a mão e elevar os braços lateralmente para longe do corpo até formar um ângulo de 90 graus.

Depois dessa série de dois minutos de exercícios por dia durante dez semanas, os trabalhadores de escritório estavam com os músculos dos ombros 6 % mais forte, mas relataram 40% menos dor no pescoço e ombro. Por outro lado, os sintomas não melhoraram no grupo que não fez o exercício. O grupo de exercício também teve uma significativa diminuição na tensão muscular - medida pela eletromiografia- durante os dias normais de trabalho.

Estes resultados são fortes indícios para justificar que você invista dois minutos por dia de seu tempo caso tenha dores crônicas no pescoço crônica e no ombro. Em cima disso, é razoável pensar que reduzir a tensão muscular na região poderia ajudar na corrida. Muitas pessoas correm com os ombros curvados e a cabeça "forçada" para frente por causa da tensão crônica de baixo grau no pescoço e ombros. Trazer alívio para essas áreas deve permitir que a postura da cabeça, ombros, quadris, joelhos e pés fiquem perto do ideal, alinhando o corpo inteiro para correr.

Acompanhe tudo sobre:Bem-estarRunner's WorldSaúdeSaúde no trabalho

Mais de Casual

'Michelin' dos azeites elege marca brasileira como melhor do mundo

Carro histórico que pertenceu a Senna é colocado à venda por R$ 3,2 milhões

Após Nova York, Swarovski inaugura flasgship em Milão

Dia do Churrasco: saiba como harmonizar diferentes cortes e vinhos

Mais na Exame