Casual

16 recordes que ainda pertencem a Michael Schumacher na Fórmula 1

Lewis Hamilton quebrou marcas expressivas da F-1 nos últimos anos, mas mau desempenho da Mercedes em 2022 indica que recordes do alemão não serão superados tão cedo

Michael Schumacher: Em toda sua carreira, o ex-piloto venceu 91 Grandes Prêmios de F-1 (Clive Rose/Getty Images)

Michael Schumacher: Em toda sua carreira, o ex-piloto venceu 91 Grandes Prêmios de F-1 (Clive Rose/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de abril de 2022 às 16h58.

Última atualização em 23 de abril de 2022 às 16h58.

Há 10 anos, Michael Schumacher disputava sua última temporada na Fórmula 1, mas o legado do alemão na principal categoria do automobilismo mundial parece difícil de ser superado. Mesmo com a ascensão impressionante de Lewis Hamilton nos últimos anos, o nome de Schumacher permanece debaixo de uma série de marcas históricas da competição.

Ao conquistar o título da temporada 2020, Hamilton igualou o número de títulos mundiais de Schumacher, com sete. O britânico também superou o alemão em número total de vitórias e poles, entre outros feitos expressivos, mas muitas das marcas de "Schummy" exigem regularidade, e o péssimo início de temporada da Mercedes em 2022 dificultam a vida do primeiro piloto negro da história da F-1.

Em alguns dos recordes de Schumacher, ele e Hamilton aparecem empatados, e, ao final da temporada 2021, tudo levava a crer que o britânico reinaria sozinho na maioria deles a partir desta temporada. Agora, no entanto, isso parece bastante improvável.

Uma dessas marcas é a quantidade de temporadas consecutivas com pelo menos uma vitória. Os dois pilotos conseguiram fazer isso por 15 anos seguidos e, se Hamilton não conseguir pelo menos uma vitória em 2022, a marca seguirá dividida.

O mesmo acontece com o recorde de mais vitórias em um mesmo circuito. Schumacher ganhou o GP da França oito vezes, mesmo número de vitórias que Hamilton obteve nos GPs da Hungria e da Grã Bretanha.

A situação se repete no número de poles consecutivas em uma mesma pista. O alemão largou na primeira posição oito vezes consecutivas no GP do Japão; Hamilton, o mesmo número nos GPs da Austrália e da Hungria. No caso deste último, Hamilton ainda pode conseguir a nona pole seguida, mas seu carro precisará melhorar muito até lá.

Apesar de alguns recordes divididos, Schumacher ainda reina soberano em pelo menos 10 marcas expressivas, e o andamento da temporada 2022 indica que assim continuará por um bom tempo:

  • Voltas mais rápidas (77)
  • Pódios consecutivos (19)
  • Pole, vitória e volta mais rápida numa mesma corrida (22)
  • Títulos mundiais consecutivos (5)
  • Campeão mundial com mais etapas ainda por acontecer (6)
  • Número de corridas iniciadas como líder do campeonato (37)
  • Porcentagem de pódios por corrida numa temporada (100%)
  • Tempo entre o primeiro e último pódio (7.399 dias)
  • Tempo entre a primeira e a última corrida (7.763 dias)
  • Tempo entre o primeiro e o último ponto (7.749 dias)

Ele também tem outros seis recordes compartilhados:

  • Títulos mundiais (7, empatado com Lewis Hamilton)
  • Vitórias em uma única temporada (13, empatado com Sebastian Vettel)
  • Voltas mais rápidas em uma única temporada (10, empatado com Kimi Raikkonen)
  • Corridas com o mesmo companheiro (104, dividido com Rubens Barrichello)
  • Temporadas consecutivas com pelo menos uma vitória (15, empatado com Lewis Hamilton)
  • Vitórias em um mesmo GP (8, empatado com Lewis Hamilton)

Neste domingo, 22, a quarta etapa da temporada 2022, o GP da Emilia-Romagna, no circuito de Ímola, terá como protagonistas, mais uma vez, o holandês Max Verstappen, atual campeão mundial, da Red Bull, e o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari - eles largam em primeiro e segundo, respectivamente. Lewis Hamilton, com a sua Mercedes, sairá apenas na 14ª colocação. A corrida terá início às 10h, de Brasília, com transmissão ao vivo da Band.

Acompanhe tudo sobre:AutomobilismoEsportesFórmula 1Lewis HamiltonPilotos de corrida

Mais de Casual

O supercarro português de luxo que chega ao mercado por R$ 9 milhões

Dia Nacional do Coquetel: 9 drinques clássicos revisitados para provar em São Paulo

Dia Mundial do Uísque: sete bares com drinques autorais para aproveitar a data em São Paulo

Um por mês e sem hora para acabar. Pesquisa mostra como é o churrasco do brasileiro

Mais na Exame