Trabalho com propósito e salário alto: multinacionais bilionárias estão disputando este profissional

A carreira mais em alta do mercado é capaz de conciliar propósito, salários altos e crescimento profissional; entenda quem são os profissionais cobiçados da maior tendência de negócios da década
Empresas multinacionais e instituições financeiras bilionárias estão em busca destes profissionais para cargos de gestão e liderança, com salários atingindo R$ 20 mil ou até mais (Westend61/Getty Images)
Empresas multinacionais e instituições financeiras bilionárias estão em busca destes profissionais para cargos de gestão e liderança, com salários atingindo R$ 20 mil ou até mais (Westend61/Getty Images)
T
Thais Cancian

Publicado em 07/06/2022 às 12:17.

Última atualização em 07/06/2022 às 12:21.

Como você se sente no seu trabalho hoje? Sente que está cumprindo uma missão que te orgulha? Se sente feliz, realizado, pleno enquanto o exerce no dia a dia? Ou o vê apenas como uma fonte para pagar as contas ao final de cada mês? Se você se identificou com a última opção, saiba que não é o único. De acordo com uma pesquisa realizada pela SurveyMonkey, líder mundial em softwares de pesquisa, a cada 10 brasileiros empregados, 9 estão infelizes em seus trabalhos atuais.

Os motivos por trás de tamanha insatisfação são variados: salários insuficientes, pouca qualidade de vida, relacionamento difícil com as chefias, ou falta de realização pessoal. Para as gerações Y e Z, em especial, este último motivo tem bastante relevância quando o assunto é trabalho.

Carreira capaz de conciliar propósito, salários altos e crescimento profissional é nova tendência do mercado. Clique aqui para conhecer

Trabalho com propósito: uma nova prioridade profissional

Mais do que as gerações anteriores, as Gerações Y e Z estão preocupadas com o impacto das ações humanas no mundo e têm procurado maneiras positivas de contribuir com os avanços sociais. No trabalho, em especial, isso se traduz na crescente busca por realização, significado, valores e propósito em suas atividades. Para eles, de forma geral, cumprir com os seus próprios propósitos se reflete diretamente no sentimento de realização pessoal.

De acordo com o estudo “TECH is Human: O futuro do trabalho”, produzido pela parceria entre LinkedIn e WGSN em 2018, a Geração Y é a que mais prioriza o senso de propósito no ambiente profissional. Os millennials, como também são chamados, foram os primeiros a romper com modelos antigos de trabalho, focados simplesmente em estabilidade e remuneração. Não à toa, são tão adeptos ao trabalho flexível e mais propensos à rotatividade profissional.

A Geração Z, por sua vez, tem exigido maior diversidade, inclusão e equidade nos ambientes profissionais, a ponto desses indicadores tornarem-se diferenciais competitivos no mercado de trabalho e afetarem diretamente a reputação das empresas junto aos “Zs”.

Mas, afinal, seria possível trabalhar com propósito, sendo bem remunerado e ainda com grande possibilidade de crescimento? A resposta é sim! Nos últimos anos, uma carreira capaz de conciliar esses três pilares - prioritários para tantos profissionais - tem despontado no mercado de trabalho, anunciando a ascensão da maior tendência de negócios da década. Trata-se de uma carreira nova, entre as que mais crescem no mercado, e que tem atraído profissionais em busca de um trabalho com propósito e que de fato ajude a transformar o mundo: a carreira em ESG.

ESG: mercado trilionário está com milhares de vagas abertas. Entenda como se especializar e construir carreira

ESG: a carreira mais requisitada do momento

ESG é a sigla em inglês que identifica questões relacionadas ao meio ambiente, sociedade e governança. Trata-se de um conjunto de práticas que tem sido adotado por empresas de todo o mundo para que o seu desenvolvimento cause menos impactos negativos sobre o meio ambiente, seja mais positivo para a sociedade e também torne a governança das empresas mais responsável em suas tomadas de decisão.

Há cerca de uma década, tem se observado um progressivo movimento de discussão, conscientização e cobrança em torno de diversas causas e pautas sociais, políticas, culturais e ambientais - questões que fazem parte do universo ESG. Como efeito do fortalecimento dessas discussões, milhares de executivos, empresas e governos ao redor do mundo têm vivido uma verdadeira mudança de mentalidade.

De fato, há mais ou menos 5 anos, pouco se falava sobre ESG no mundo corporativo e no mercado de trabalho. Hoje, temas como economia circular, redução das emissões de carbono, tratamento de resíduos, inclusão e diversidade são indispensáveis para que companhias dos mais variados portes e segmentos se mantenham competitivas. Isso tem alavancado as pautas ESG como prioridades dentro das organizações.

Por ser um universo novo, crescente e com muito potencial para decolar ainda mais, empresas multinacionais e instituições financeiras bilionárias estão em busca de profissionais capazes de orientar a implementação dessa agenda dentro das suas conjunturas, com salários atingindo R$ 20 mil ou até mais em cargos de gestão e liderança.

ESG: multinacionais e instituições bilionárias estão caçando profissionais qualificados. Dê o primeiro passo nessa nova carreira aqui!

Porém, apesar das remunerações e do propósito da profissão serem tão atrativos, muitas organizações estão com dificuldade para encontrar profissionais ESG para compor os seus times. O principal motivo é a escassez de pessoas qualificadas para ocupar esses cargos. As que existem já estão muito bem empregadas e com boas projeções de carreira e futuro, por isso dificilmente estão abertas a novas oportunidades.

A boa notícia é que, mais do que uma oportunidade para profissionais que já trabalham com sustentabilidade, o aumento da oferta de vagas no setor também representa uma boa oportunidade para aqueles que buscam recolocação ou mudança de área. Isso porque, desde que estejam dispostos a se especializar no assunto, profissionais de quaisquer áreas de formação podem ser considerados para ocupar cargos relacionados à sustentabilidade e ESG.

Aprenda a se qualificar em ESG e faça parte da ascensão do mercado que deve atingir US$ 53 trilhões em 2025

Jornada Executivo de Impacto

De olho nessa nova tendência de negócios e carreira, já considerada a maior da década, a Head de ESG da EXAME, Renata Faber, está apresentando a série gratuita Jornada Executivo de Impacto. No ar de 6 a 14 de junho e contando com 4 episódios, o treinamento online e gratuito aborda a definição aprofundada do que é ESG, como o tema impacta o mercado e a economia, o que faz um profissional de ESG na prática e como começar a construir uma carreira na área.

Para quem tiver interesse em se aprofundar no assunto e começar a dar os primeiros passos em uma carreira na área, basta se inscrever aqui para acompanhar a série gratuitamente.

INSCREVA-SE DE GRAÇA PARA ASSISTIR À JORNADA EXECUTIVO DE IMPACTO