Carreira

Ser pago para viajar? Empresa busca social media para ser nômade digital com salário de 17 mil reais

Empresa de tecnologia está em busca de um profissional para viajar a Austrália e a Nova Zelândia por seis meses e criar conteúdo turístico. Oportunidade é válida para brasileiros

Hipster couple with dog traveling together on retro mini van transport - Digital nomad concept with indie people on minivan romantic trip working at laptop pc in relax moment - Warm contrast filter (ViewApart/Getty Images)

Hipster couple with dog traveling together on retro mini van transport - Digital nomad concept with indie people on minivan romantic trip working at laptop pc in relax moment - Warm contrast filter (ViewApart/Getty Images)

Já imaginou ser pago para viajar e fazer posts sobre os passeios turísticos que realiza? Pois é exatamente essa a principal função da vaga de social media nômade aberta pela Deel, empresa de folha de pagamentos internacionais.

O que faz um social media nômade digital?

A pessoa selecionada viajará em uma van mobiliada e equipada para dormir, visitando a Austrália e a Nova Zelândia por seis meses e criará conteúdo sobre os destinos que visitar mostrando a experiência real de um nômade digital.

"Ambos os países são os destinos perfeitos para os criadores de conteúdo da Deel Mobeel", diz Shannon Karaka, Country Leader & Head of Expansion para a Australia e Nova Zelândia na Deel.

"Antes, as pessoas tinham que se deslocar fisicamente para ter acesso a trabalhos desafiadores, agora isso está mudando com a contratação global. Hoje o talento pode viver e trabalhar em qualquer lugar e é isso que queremos mostrar criando esse cargo", completa a executiva.

Como conseguir viajar trabalhando?

A oportunidade é voltada para profissionais com mais de três anos de experiência como criadores de conteúdo para redes sociais ou embaixadores de marcas e que falam e escrevem em inglês. Também é preciso ter carteira de motorista com validade até outubro de 2023 e passaporte.

Além da van totalmente equipada, a pessoa selecionada receberá um salário mensal de cerca de US$ 3.400 (aproximadamente R$ 17 mil). A empresa também subsidiará os custos de transferências e vistos, uma quantia semanal para refeições, combustível e estacionamento.

Pessoas de qualquer lugar do mundo podem se candidatar. Para isso, basta acessar o site da Deel e enviar currículo, portfólio e um vídeo de apresentação até o dia 11 de outubro.

 

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.

Acompanhe tudo sobre:Austráliahome-officeNova ZelândiaTurismovagas-de-emprego

Mais de Carreira

Lições de Carreira com Tiago Abravanel: Como é possível ter sucesso em carreiras diferentes?

A 'leitura obrigatória' de Bill Gates no momento

Fora da curva: como esse profissional entrou no hype do mercado e conquistou salário de R$ 51 mil

Rage Applying: Conheça a tendência de desligamento que está crescendo com a Geração Z

Mais na Exame