Quase 60% das profissões que existem hoje vão desaparecer no futuro; confira por que esta não

De acordo com estudo, o cenário é mais grave entre as posições informais
 (Klaus Vedfelt/Getty Images)
(Klaus Vedfelt/Getty Images)
L
Leonardo CarmoPublicado em 14/11/2022 às 09:00.

Com base em um modelo da Universidade de Oxford, pesquisadores brasileiros chegaram à conclusão de que mais da metade das ocupações que existem hoje no Brasil devem desaparecer em cerca de duas décadas. Segundo o estudo, 58,1% dos postos de trabalho vão deixar de existir em decorrência das avançadas tecnologias que estão surgindo no mundo atualmente. Diferentemente de outros levantamentos, esse avança ao também levar em consideração empregos informais. Para essa categoria, o número aumenta para 62%.

Em comparação com alguns países da Europa, a taxa brasileira de empregos que correm risco de desaparecer é relativamente mais alta. Suécia e Reino Unido, que estão entre os países com a taxa mais baixa, têm um percentual de 42%, por exemplo. Já Portugal e Croácia superam com 59% e 58%, respectivamente. Ou seja, a crise é generalizada e deve afetar até mesmo países mais desenvolvidos.

De acordo com o estudo, no entanto, existem algumas ocupações com menor probabilidade de serem substituídas. São profissões que necessitam de um forte relacionamento interpessoal e muita criatividade. Então, cargos que estão pautados em gerenciamento de pessoas e uso de tecnologia estão mais protegidos. 

Evento gratuito: clique aqui para descobrir mais sobre a profissão do futuro

Esse é o caso do Digital Manager, por exemplo. Quem trabalha nessa posição é responsável por gerenciar um time multidisciplinar de pessoas e garantir que um projeto digital, como a implementação de um Metaverso para uma empresa, por exemplo, seja concluído. Dentre suas competências, comunicação, organização, planejamento, capacidade analítica e gestão de processos são as principais.

Como posso me tornar um Digital Manager?

Ao contrário do que o senso comum possa induzir, quem trabalha como Digital Manager não necessariamente precisa ter uma experiência anterior na área da Tecnologia, muito menos ser formado em T.I. Hoje, a profissão aceita pessoas vindas das mais variadas áreas e formações.

Por ter a gestão de pessoas e produtos como base de suas responsabilidades, o profissional que migra para o cargo de Digital Manager consegue utilizar boa parte dos seus repertórios adquiridos em outros empregos nessa nova posição. 

O importante, como em qualquer transição de carreira, é procurar cursos para se especializar e estudar por todos os meios disponíveis sobre a nova área. 

Para ajudar a desenvolver pessoas que querem fazer carreira nessa área, por exemplo, a Exame e o Ibmec criaram a formação Digital Manager & Metaverso. Trata-se de uma pós-graduação nível Master com diploma do MEC. Durante as aulas, além de os alunos aprenderem tudo o que esse profissional precisa para fazer sucesso, ainda há uma parte dedicada à nova tecnologia do momento, o Metaverso. 

Além disso, a Exame e o Ibmec irão liberar uma série de conteúdos introdutórios em uma Masterclass para tirar dúvidas de quem quer conhecer mais sobre essa profissão e já começar a se preparar para o futuro.

Como participar da Masterclass?

Para se inscrever, basta acessar a página oficial da Masterclass e responder ao formulário. O encontro começa no dia 14 de novembro e será mediado por uma das professoras do curso e diretora de Tecnologia da Exame, Izabela Anholett. Ela é formada em Administração pela Universidade Federal do Espírito Santo e possui especialização em Gestão de Negócios pela FDC e Design Thinking pela ESPM. Além disso, ela tem mais de 13 anos de experiência e já passou por diversas outras grandes empresas ao longo da sua carreira. 

QUERO PARTICIPAR DA MASTERCLASS 100% ONLINE E GRATUITA