Programa da Ambev prepara profissionais negros para assumir cargos de liderança na cervejaria

Cervejaria acaba de finalizar primeira edição do Dàgbá, Programa de Desenvolvimento de Lideranças Negras. Iniciativa contou com a participação de 68 profissionais, dos quais nove já foram promovidos
Primeira edição do Dàgbá, Programa de Desenvolvimento de Lideranças Negras: funcionários receberam 56 horas de treinamentos (Ambev/Divulgação)
Primeira edição do Dàgbá, Programa de Desenvolvimento de Lideranças Negras: funcionários receberam 56 horas de treinamentos (Ambev/Divulgação)
L
Luciana Lima

Publicado em 17/11/2022 às 13:33.

Última atualização em 17/11/2022 às 18:21.

A Ambev acaba de finalizar a primeira edição do Dàgbá, seu Programa de Desenvolvimento de Lideranças Negras. 

A iniciativa visa desenvolver soft skills e outras competências de funcionários negros, promovendo-os para cargos de lideranças mais seniores.

Ao todo, 68 líderes em níveis e setores variados participaram da primeira turma, dos quais nove foram promovidos a posições mais seniores. Com o sucesso desta primeira edição, a Ambev pretende lançar uma nova turma do Dàgbá em 2023.

LEIA TAMBÉM:

Durante o programa, foram ministradas 56 horas de conteúdo em atividades, debates, imersões e treinamentos, e três trilhas de aprendizagem sobre: Antropologia, Desenvolvimento Pessoal e Design.

“Sabemos que ainda há muito a ser feito, mas se queremos mais diversidade em nossos cargos de lideranças, precisamos continuar investindo nessa jornada de criar oportunidades reais para que pessoas ocupem esses cargos e espaços", diz Michele Salles Villa Franca, Diretora de Diversidade, Equidade, Inclusão e Saúde Mental da Ambev.

"Por isso, desenhamos esse programa de desenvolvimento, centrado na pessoa negra, fortalecendo nosso potencial e negritude, gerando visibilidade, estruturando conhecimento e construindo um futuro realmente de mais razões para brindar”, completa.

500 profissionais negros foram contratados para cargos de liderança

Hoje, dos mais de 32 mil funcionários da Ambev no Brasil, 51% são negros, sendo 36,6% autodeclarados pardos e 14,1% pretos.

Elayne Freitas, Gerente de Gente e Gestão no Centro de Distribuição da Ambev de Ilhéus, fez parte da primeira turma do Dàgbá e conta que o programa ajudou que ela aperfeiçasse o seu protagonismo dentro da companhia.

"O Dàgbá me deu ainda mais coragem pra ser ousada e inovar. Despertou a minha voz, para que saísse dos bastidores e me tornasse protagonista. Me fez evoluir no meu autoconhecimento, mas o melhor foi conhecer histórias tão lindas e inspiradoras, fortalecer amizades antigas e me abrir para novas. Sou uma pessoa melhor, porque SOMOS", diz.

O programa de formação de lideranças negras faz parte de uma série de ações que a fabricante de bebidas vem desenvolvendo sobre a temática racial.

Em 2020, por exemplo, Ambev assinou os 10 Compromissos das Empresas para a Promoção da Igualdade Racial, anunciou 13 metas específicas para aumentar a diversidade racial dos seus líderes e da cadeia de valor e constituiu um comitê de especialistas externos relacionados à pauta racial.

A companhia também lançou o Representa, programa de estágio exclusivo para pessoas pretas. Os resultados dessas ações já começam a aparecer: 500 profissionais negros foram contratados para cargos de liderança entre janeiro e dezembro de 2021 — a meta eram 200 contratações. 

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.