Acompanhe:
seloCarreira

Há mais de 70 mil vagas no Brasil para estagiários, diz estudo do CIEE. Veja como encontrá-las

Valor da bolsa-auxílio e flexibilidade no trabalho são os requisitos mais buscados pelos estudantes, que em sua maioria fazem parte fundamental da renda familiar

Modo escuro

Continua após a publicidade
Atualmente o CIEE passa de 1 milhão de estudantes interessados em uma vaga de estágio (Divulgação: Ivan Sherstiuk/Getty Images)

Atualmente o CIEE passa de 1 milhão de estudantes interessados em uma vaga de estágio (Divulgação: Ivan Sherstiuk/Getty Images)

O Brasil tem 48 milhões de estudantes e apenas 500 mil são aprendizes e cerca de 750 mil são estagiários. “É uma quantidade muito pequena de oportunidades para atender a todos,” afirma Humberto Casagrande, CEO do CIEE, ONG de empregabilidade.

O aprendiz e o estágio é uma etapa de formação na vida do estudante. “Se estamos formando mal os jovens hoje, vamos ter problemas amanhã. A nossa luta como ONG de empregabilidade é buscar a mudança desse quadro, impulsionando as vagas e a educação dos estudantes,” diz Casagrande.

Leia também: Angélica aos 50 anos: 'Estimular a saúde mental e o poder feminino é meu propósito de vida'

Um estudo realizado pela instituição considerando os dados dos estagiários contratados em 2022 e 2023 traz uma fotografia de como está o mercado de trabalho para os estudantes no Brasil. Um dos dados mostra que houve uma certa estabilidade nos programas de estágio neste ano no Brasil, que segundo Casagrande é um movimento que reflete muito a economia do país.

“O crescimento econômico é que estimula novas vagas de estágio. A nossa expectativa é que a economia esteja melhor no próximo ano para que novas oportunidades possam surgir no mercado,” Casagrande.

Apesar de apresentar um crescimento tímido, Marcelo Gallo, superintendente executivo do CIEE, afirma que há uma média de 70 mil de vagas de estágios até janeiro, que agora é um período interessante para quem busca por uma oportunidade de estágio.

“Muitas empresas têm agora o término de seus contratos, muitos estagiários são efetivados e terminam seus cursos. Apesar de ser um período conhecido como de férias escolares, é um período muito propício para quem busca por uma vaga de estágio, porque temos uma grande quantidade em um período específico.”

Para ter chances e se destacar nos processos seletivos, Gallo afirma que é importante os estudantes terem:

  • Cadastro atualizado no portal de vagas;
  • Acompanhar a divulgação de vagas diariamente no site;
  • Fazer cursos extracurriculares, como os gratuitos que o CIEE oferece online.

Em quais lugares há mais vagas?

A maior parte das vagas de estágios, considerando os 19 estados onde o CIEE atua, está hoje no estado de São Paulo, sendo que a Região Nordeste aparece em segundo lugar oferecendo mais oportunidades, de acordo com a pesquisa:

  • São Paulo: 51%
  • Nordeste: 29,2%
  • Norte: 8,4%
  • Distrito Federal: 4%
  • Centro-Oeste: 7,1%

Sobre as cidades com o maior volume de vagas previsto, se destacam:

  • São Paulo: 5.588 vagas
  • Salvador: 2.624
  • Maceió: 2.185
  • São José dos Campos: 2.047
  • Brasília: 1.841
  • Sorocaba: 1.839
  • Piracicaba: 1.795
  • Barueri: 1.751
  • Ribeirão Preto: 1.637

O perfil do estagiário

O sexo feminino se destaca na contratação de estagiários, representando 68,4% das vagas ocupadas.

Sobre a faixa etária, considerando que no estágio a idade mínima é de 16 anos, o maior volume está na faixa entre 18 e 19 anos, seguido de estudantes que possuem mais de 24 anos:

  • 16 a 17 anos: 3%
  • 18 a 24 anos: 59,5%
  • Acima de 24 anos: 37,4%

“Não temos como afirmar que será uma tendência ter um aumento de estagiários acima de 24 anos no ano que vem, mas vemos muitos casos de profissionais que estão fazendo a segunda faculdade para complementar a sua formação e ter um perfil mais competitivo no mercado de trabalho,” afirma Casagrande.

Estágio como principal renda

A maior parte dos estagiários, cerca de 70%, está em uma família que a renda familiar varia de R$ 218 a R$ 2.640. “É uma renda familiar relativamente baixa, que reflete a importância da bolsa-auxílio em muitas famílias brasileiras,” diz Gallo.

  • R$ 0 a R$ 218: 2,69%
  • R$ 218,00 a R$ 660: 6,92%
  • R$ 660 a R$ 1.320: 25,85%
  • R$ 1.320 a R$ 2.640: 35,35%
  • R$ 2.640 a R$ 3.960: 13,65%
  • Acima de R$ 3.960: 15,56%

Os estagiários pretos e pardos lideram as vagas no Brasil representando 52,3%, segundo o estudo:

  • Pretos e pardos: 52,3%
  • Branco: 45,9%
  • Amarela: 1,5%
  • Indígena: 0,3%

Entre os principais custos do estagiário se destacam:

  • Mensalidade escolar: 37%
  • Despesas de casa: 16%
  • Alimentação: 12%
  • Moradia: 9%
  • Transporte: 7%
  • Cursos Extracurriculares: 4%

O estudo também mostra que 69% dos estagiários ajudam no sustento da família, sendo que outros 11% o estagiário é o único responsável pelo sustento da família.

  • Não ajuda no sustendo da família: 20%
  • Ajuda no sustento da família: 69%
  • É o único responsável pelo sustento da família: 11%

“A ideia do estágio é ele ter contato com a sua futura profissão, obter competências técnicas e criar uma rede de networking, mas não podemos esquecer que vivemos em um país com muitas diferenças sociais e a bolsa-auxílio muitas vezes é parte fundamental da renda da família,” afirma Galo.

Perspectivas para 2024

A expectativa para o próximo ano é de um crescimento de 25% na contratação de estagiários, afirma Gallo.

Apesar de muitas vezes ser o primeiro emprego, os estudantes brasileiros possuem algumas preferências na hora de escolher a vaga, e elas tendem a definir as melhores oportunidades de estágio em 2024:

  • Flexibilidade para trabalhar
  • Escolhas de acordo com a área de atuação
  • Valor da bolsa-auxílio

“A jornada híbrida, por exemplo, tem sido uma característica muito perguntada nos processos seletivos. Outro ponto importante é o vínculo entre os princípios pessoais e os valores da empresa, porque essa nova geração observa muito o que as empresas refletem na sociedade hoje. Sem contar a bolsa-auxílio que continua sendo um dos principais fatores importantes na escolha, afinal, como vimos neste estudo, pode ajudar inclusive no sustendo da família,” afirma Gallo.

Quais os obstáculos para alcançar o estágio?

  • Perfil incompleto
  • Dados errados no currículo
  • Ausência de cursos complementares

“É importante que o estudante tenha o máximo de diferenciais possíveis, porque a competição é grande para uma vaga,” afirma Galo.

Em comparação ao ano passado, que o CIEE contava com 814 mil novos cadastros, atualmente a instituição passa de 1 milhão de estudantes interessados em uma vaga de estágio.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
As lições de um empresário que largou a CLT e deve faturar R$ 25 milhões com moda e viagem
seloCarreira

Ele largou o CLT para apostar em um negócio que deve faturar R$ 25 milhões

Há 5 horas

O truque simples que pode te fazer ser contratado na hora — mas que muitos ignoram
seloCarreira

O truque simples que pode te fazer ser contratado na hora — mas que muitos ignoram

Há 7 horas

Liderança: o que é e qual a importância no mercado corporativo
seloCarreira

Liderança: o que é e qual a importância no mercado corporativo

Há 8 horas

Quer trabalhar de qualquer lugar do mundo? Veja as vagas home office disponíveis nesta semana
seloCarreira

Veja as vagas home office disponíveis nesta semana

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais