Carreira

Funcionários preferem modelo híbrido ao remoto, revela pesquisa

De acordo com pesquisa, engajamento entre trabalhadores desse tipo cresceu entre 2023 e 2024

Publicado em 9 de abril de 2024 às 11h37.

Última atualização em 9 de abril de 2024 às 11h42.

Um novo relatório da firma Morning Consult apontou que funcionários hoje preferem o trabalho híbrido ao remoto. Trata-se da primeira vez em que  o modelo é o mais desejado desde que a empresa começou a analisar tendências de mercado, em 2022.

Quase um terço dos norte-americanos afirmou pretender aplicar para vagas híbridas no futuro.

O levantamento revelou ainda a quantidade de trabalhadores que estão usando inteligência artificial no ambiente de trabalho. Quase 45% disse que a IA faz parte do dia a dia profissional. Ademais, 42% contou acreditar que a inteligência artificial tem um impacto positivo no trabalho.

De 2023 para 2024, foi observado um aumento no engajamento dos funcionários híbridos. Fatores como um código de vestimenta flexível e a cobertura de custos de deslocamento estão entre os principais aspectos que ajudaram os trabalhadores remotos a irem para o escritório.

Quase 3 400 funcionários adultos participaram do estudo, que se deu em janeiro. A maioria -- cerca de 65% -- trabalha presencialmente. No entanto, apenas 46% apresentou preferência por essa modalidade de emprego.

Cada vez mais mudanças têm sido observadas no que diz respeito aos regimes de trabalho. No mês passado, o senador norte-americano Bernie Sanders apresentou um projeto de lei que altera a semana útil para 32 horas em vez de 40 nos Estados Unidos.

Fatores como o avanço da internet e a pandemia fizeram com que cada vez mais pessoas rejeitem o trabalho presencial, o qual deixou de ser visto como a única opção por funcionários e empregadores. À medida que a tecnologia também é integrada ao trabalho, torna-se cada vez menos necessário ir até o escritório para trabalhar.

Por ora, trabalhadores norte-americanos parecem preferir o modelo híbrido ao totalmente remoto. No futuro, porém, é difícil determinar qual será a forma escolhida por patrões e empregados pelo mundo.

Acompanhe tudo sobre:Ambiente de trabalhodicas-de-carreira

Mais de Carreira

Você já tirou a tal das “férias silenciosas”? Veja o lado bom e ruim dessa tendência

Vagas para todos: setor trilionário aceita profissionais de todas as formações e paga acima da média

Número de executivas mulheres cai pela primeira vez desde 2005 nos EUA

Quer trabalhar de qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office disponíveis nesta semana

Mais na Exame