Acompanhe:

Por que o setor de alimentos é carro-chefe na criação de empregos na indústria de transformação

Segmento representou 10,8% do PIB nacional, faturando R$ 1,1 trilhão em 2023 – alta de 7,2% na comparação com o ano anterior

Modo escuro

Continua após a publicidade
Confira big numbers da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA). (ABIA/Divulgação)

Confira big numbers da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA). (ABIA/Divulgação)

A indústria de alimentos continua sendo uma das principais empregadoras do país. Em 2023, o setor gerou 70 mil novos postos de trabalho diretos e formaisalta de 3,7% na comparação com o ano anterior, com 58,6 mil.

De acordo com os dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA):

  • Com o aumento, o número de trabalhadores diretos chegou a 1,97 milhão.
  • Os postos correspondem a 67% do total gerado pela indústria de transformação

Como a indústria de alimentos gerou tantas vagas?

Para o presidente executivo da ABIA, João Dornellas, o resultado expressivo pode ser explicado pelo aumento de 5,1% da produção de alimentos, somando, no total, 271 milhões de toneladas. 

Ele acredita que “o aumento significativo reflete os esforços do setor em impulsionar o crescimento e a competitividade. Estamos comprometidos em ampliar o espaço, pois a capacidade utilizada hoje é de 75%”, completa Dornellas.

Resultados na economia

A indústria de alimentos faturou R$ 1,161 trilhão em 2023.

Resultado é 7,2% acima do apurado no ano anterior (em termos nominais), acompanhando o crescimento das vendas para o varejo e food service e, também, das exportações. 

  • O volume corresponde a 10,8% do PIB nacional. 
  • Deste total, R$ 851 bilhões vieram das vendas no mercado interno e R$ 310 bilhões das exportações. 

Alívio para o bolso dos consumidores

Em 2023, o setor enfrentou menor variação de preços de itens como embalagens e combustíveis, o que aliviou os custos de produção de alimentos. 

Os preços de commodities agrícolas como milho, trigo e soja diminuíram.

  • O índice de commodities da FAO registrou queda de 13,7% em relação ao ano anterior.

O resultado: o IPCA para alimentos e bebidas variou apenas 1,02% em 2023, ante 11,6% no período anterior.

Brasil como supermercado do mundo

No ano passado, o Brasil se destacou como o maior exportador mundial de alimentos industrializados em volume, superando até os Estados Unidos. 

  • Foram produzidos 72,1 milhões de toneladas.  
  • Isso representa um crescimento de 11,4% em relação a 2022.
  • Em valores, montante foi de US$ 62 bilhões, 5,2% acima do ano anterior. 

A China foi o principal mercado consumidor, com US$ 11 bilhões e participação de 17,7%, comprando principalmente proteínas animais. 

O Brasil tem uma indústria de alimentos muito forte com tecnologia e capacidade de produção para atender o mercado interno e ainda exportar para 190 países. Estamos trabalhando para avançar na exportação de produtos com maior valor agregado”, Dornellas conclui.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Omnichannel: empresa permite que varejistas comparem seu desempenho com concorrentes em tempo real 

Gestão Sustentável: a transformação do discurso e a direção dos recursos 

Bússola & Cia: negócio fitness cresce 24% em 2023 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Em encontro com Lula, Mercado Livre anuncia investimento de R$ 23 bilhões no Brasil
Economia

Em encontro com Lula, Mercado Livre anuncia investimento de R$ 23 bilhões no Brasil

Há um dia

McKinsey paga funcionários mal avaliados para procurarem emprego em outro lugar
seloCarreira

McKinsey paga funcionários mal avaliados para procurarem emprego em outro lugar

Há uma semana

Concurso da Caixa: prazo para pagamento de inscrição termina nesta sexta-feira
seloCarreira

Concurso da Caixa: prazo para pagamento de inscrição termina nesta sexta-feira

Há uma semana

A decisão de carreira mais inteligente a ser tomada aos 20 anos, segundo CEO
seloCarreira

A decisão de carreira mais inteligente a ser tomada aos 20 anos, segundo CEO

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais