Bússola
Um conteúdo Bússola

O que a convergência de várias tecnologias trará para 2022

Próximo ano promete convergência de várias tecnologias, adoção de tantas outras e a exponencialidade marcando terreno nas mais variadas atividades

Cada vez mais devemos estar ligados nessa velocidade de crescimento para não ficarmos sozinhos e para atrás (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

Cada vez mais devemos estar ligados nessa velocidade de crescimento para não ficarmos sozinhos e para atrás (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

B

Bússola

Publicado em 15 de dezembro de 2021 às 08h00.

Por Alexandre Loures e Flávio Castro*

Exponencialidade, ou exponential growth, é o termo usado para sintetizar como a tecnologia se comporta atualmente. A analogia com o conceito matemático não é à toa. Neste mundo contemporâneo, qualquer avanço tecnológico cresce de modo exponencial, não linear.

Como assim?

A perspectiva do desenvolvimento, por exemplo, de uma nova tecnologia não é mais linear. Uma novidade, quando lançada, se envereda transformando-se em milhões de novas novidades.

Tecnologias “conversam” entre si e tendem a usar os avanços de outras para seus próprios desenvolvimentos.

Isso já acontece também em nosso cotidiano. Nos adaptamos aos efeitos de novas tecnologias, de acordo com seus lançamentos e desenvolvimentos, onde cada um de nós criamos o próprio universo de aplicativos e afins, que se conectam entre si e evoluem também a partir da própria utilização.

É como se estivéssemos vivendo em uma imensa rede interconectada onde uma pequena ação de um elemento gera outras ações, outras ideias, novos avanços e evoluções exponenciais.

Portanto, no futuro, além de haver a convergência de novas tecnologias, terá também essa conexão exponencial que não pode ser descartada.

O desenvolvimento ultra-acelerado das tecnologias atingirá todas as áreas, incluindo a indústria do esporte que terá que acompanhar esses e outros avanços no seu modelo de negócio.

O marketing de influência é um exemplo de exponencialidade.

Ele significa uma nova versão para a indicação de cliente a cliente, em um nível não linear de crescimento.

É o caso, também das startups que atuam com soluções inovadoras e escaláveis.

Todas as empresas tendem a virar startups? Não, mas a possibilidade de associação com outras que possam impulsionar seus negócios será cada vez mais bem-vinda, mesmo que ainda a gestão exponencial seja um desafio.

2022 promete essa convergência de várias tecnologias, adoção de tantas outras e a exponencialidade marcando terreno nas mais variadas atividades.

Zuckerberg delimitou de dez a 15 anos para que seu metaverso se concretizasse e em 2021 já temos 4,9 milhões de pessoas que tiveram algum tipo de experiência com essa tecnologia.

Nem o fundador do “Meta” pensou que a exponencialidade seria tão eficaz, mas é.

E cada vez mais devemos estar ligados nessa velocidade de crescimento para não ficarmos sozinhos e para atrás.

Leia mais:

Opinião: Exponencialidades tecnológicas para o esporte

Marketing de influência cresce na pandemia

O que faz empresas tradicionais se transformarem em startups?

Gestão exponencial ainda é desafio no Brasil

5 milhões de brasileiros se antecipam ao Facebook e já estão no metaverso

*Alexandre Loures e Flávio Castro são sócios da FSB Comunicação

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Acompanhe tudo sobre:ComunicaçãoConsumomarketing-digitalRedes sociais

Mais de Bússola

A importância do licenciamento de músicas para uso em redes sociais

Brasileiros apresentam a MIT e Harvard primeira tecnologia de treinamento de cirurgiões no metaverso 

SP terá semana dos shoppings centers no Expo Center Norte 

Bruno Serapião: COP 30, biocombustíveis e a importância do Brasil para a transição energética global

Mais na Exame