Acompanhe:

Senador do PSDB engaja redes sociais com defesa da reforma tributária

Pré-candidato do Avante à Presidência, André Janones tem redes sociais como trunfo de campanha

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ranking produzido pelo Instituto FSB Pesquisa mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais (Marcos Oliveira/Agência Senado)

Ranking produzido pelo Instituto FSB Pesquisa mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais (Marcos Oliveira/Agência Senado)

B
Bússola

Publicado em 15 de dezembro de 2021 às, 19h30.

Última atualização em 15 de dezembro de 2021 às, 19h58.

Defensor ardoroso de uma reforma tributária, o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) dedica suas redes sociais, em boa medida, a defender essa bandeira. A divulgação do seminário Descomplica, sobre as propostas de mudança na cobrança de tributos, esteve entre os assuntos tratados que o ajudaram a mobilizar seus seguidores online entre os dias 7 e 13 de dezembro. Seu apoio à regulamentação do uso de armas por caçadores, atiradores e colecionadores também produziu bom engajamento, com mais de 490 curtidas e 253 compartilhamentos no Facebook. Os resultados o fizeram avançar 24 posições e ser o destaque do Senado no ranking FSBinfluênciaCongresso. Nenhum outro parlamentar teve desempenho tão positivo no período.

O ranking, produzido pelo Instituto FSB Pesquisa, mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais.

Na semana em que lançou sua pré-candidatura à Presidência da República, Simone Tebet (MDB-MS) melhorou quatro posições e ingressou no levantamento em 15º, mesmo espaço conquistado por Paulo Rocha (PT-PA), que ficou em 14º. Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também recuperou o terreno perdido e retornou ao pódio em terceiro lugar, vaga que havia perdido na semana anterior. Outro que pode comemorar boa atuação é Eduardo Girão (Podemos-CE), que conquistou três colocações e garantiu o posto de 11º.

Os senadores campeões de redes sociais — Humberto Costa (PT-PE), em primeiro, e Flávio Bolsonaro (PL-RJ), em segundo — continuam a ostentar os títulos sem serem ameaçados. O Podemos é o partido com mais nomes no seleto grupo, com quatro representantes, seguido do PT, com três, no período analisado.

Câmara

Pré-candidato do Avante à Presidência da República, que se apresenta como uma “opção do meio” entre Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, André Janones (MG) tem a seu favor a forte presença em redes sociais. Nome constante no ranking FSBinfluênciaCongresso, ele mais uma vez obteve resultados expressivos a ponto de avançar 16 colocações em uma semana. Entre seus temas preferidos está a defesa da distribuição de benefícios sociais. Desta vez, sua bandeira é o pagamento retroativo do novo Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família. Post sobre o assunto conquistou mais de 32.000 curtidas e 7.000 compartilhamentos no Facebook. Ele ocupa a sétima posição entre os 20 mais populares da Câmara dos Deputados no ambiente online.

Idêntico movimento fez Ricardo Silva (PSB-SP), que também avançou 16 postos e reingressou no levantamento, após ter ficado ausente na semana anterior. A defesa de aposentados e pensionistas, uma de suas causas, é recordista de audiência em seus perfis. Vídeo em que ele cobra o pagamento de 14º a idosos angariou mais de 36.000 curtidas e 21.000 compartilhamentos no Facebook. Com tamanho engajamento, ele assegurou o 19º lugar no ranking.

Para fechar o ano como começou, Carla Zambelli (PSL-SP) recuperou o título de primeira colocada do FSBinfluênciaCongresso, que havia perdido para Bia Kicis (PSL-DF) na semana anterior. A representante do Distrito Federal recuou para o segundo lugar. A bancada do PSL na Câmara domina as cinco posições iniciais, assim como ocupa outras três vagas da lista. É o partido com mais integrantes entre os líderes das redes sociais.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Últimas Notícias

Ver mais
Crise na articulação, greve dos servidores, pauta bomba e risco fiscal: desafios do governo crescem
Economia

Crise na articulação, greve dos servidores, pauta bomba e risco fiscal: desafios do governo crescem

Há um dia

Oposição aposta em PEC das Drogas para desgastar governo antes das eleições
Brasil

Oposição aposta em PEC das Drogas para desgastar governo antes das eleições

Há um dia

Técnicos da Câmara preveem déficit zero das contas públicas apenas em 2028
Economia

Técnicos da Câmara preveem déficit zero das contas públicas apenas em 2028

Há um dia

Volta do DPVAT: Senado pode votar projeto sobre seguro obrigatório para veículos na semana que vem
Brasil

Volta do DPVAT: Senado pode votar projeto sobre seguro obrigatório para veículos na semana que vem

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais