Bússola

Um conteúdo Bússola

Iniciativas público-privadas ajudam beneficiários do Bolsa Família a conseguir emprego

Parceria Governo com o Grupo Carrefour contratou 21 mil membros do programa de transferência de renda

Cartão Bolsa Família (MDAS/Divulgação)

Cartão Bolsa Família (MDAS/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 18 de junho de 2024 às 10h00.

Após ser rebatizado como Bolsa Família, o principal programa de transferência de renda do governo federal chegou a uma taxa de 50% do valor do salário mínimo

Segundo pesquisa de economistas da Genial Investimentos de fevereiro deste ano, a alta no valor coincide com a redução do índice de participação na força de trabalho.

De acordo com os especialistas, a redução representava um movimento racional dos trabalhadores, que enxergavam mais benefícios nos programas de transferência de renda do que nos empregos disponíveis.

No entanto, os dados mais recentes divulgados pelo IBGE demonstram aumento de 0,6% no índice, que foi de 61,4% entre fevereiro e abril de 2023 para 62% no mesmo período deste ano.

Esse aumento recente do índice de participação na força de trabalho pode indicar mudança do cenário analisado pela pesquisa. Um dos fatores influentes: iniciativas público-privadas.

Setor público e privado geram melhores oportunidades de emprego

O Grupo Carrefour em parceria com Ministério do Desenvolvimento, Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), contratou 21 mil beneficiários do CadÚnico e do Bolsa Família desde o final de março de 2023, quando foi lançada a parceria em Teresina (PI).

Iniciativas como esta podem ser fator importante para a recuperação dos cidadãos, criando oportunidades de emprego estável, formal e com condições que compensam eventual perda dos critérios que garantem o benefício.

“É importante fazer parte da construção de uma nova realidade para as pessoas que almejam uma oportunidade no mercado de trabalho, para muitos, o primeiro emprego formal”, afirma Stéphane Maquaire, CEO do Grupo Carrefour Brasil.

Como funciona a parceria do Carrefour e o MDS?

O programa foi lançado com a assinatura de um termo de cooperação em evento realizado em Teresina, no Piauí, celebrando na sequência eventos também em Belém (PA), Palmas (TO), Manaus (AM) e Campo Grande (MS).

Por meio da realização de processos seletivos, o Grupo passou a apoiar a inserção de pessoas originalmente no Cadastro Único no mercado de trabalho, priorizando grupos em situação de vulnerabilidade

A partir de agora, o Grupo Carrefour e o MDS concentram esforços para contratações no Rio Grande do Sul, após as inundações de maio.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:CarrefourBolsa família

Mais de Bússola

ESG: como Parque Bondinho Pão de Açúcar alcançou certificação com Sistema B e o que isso representa

Como fidelizar clientes usando aplicativos? Conheça 4 empresas que são exemplos dessa prática

Isabela Basso: quando falamos de greenwashing, sua empresa é parte do problema ou da solução?

CEO da BAT defende que regulamentação de cigarros eletrônicos ajudará no combate à ilegalidade

Mais na Exame