Acompanhe:

Food To Save girou R$ 5 mi evitando perda de 300 toneladas de comida

Em pouco mais de um ano de operação, a startup também gerou mais de R$ 3 milhões em receita incremental aos parceiros

Modo escuro

Continua após a publicidade
Startup luta contra a emissão de CO₂ em modelo europeu (Bussola/Reprodução)

Startup luta contra a emissão de CO₂ em modelo europeu (Bussola/Reprodução)

B
Bússola

Publicado em 31 de agosto de 2022 às, 10h47.

Última atualização em 31 de agosto de 2022 às, 11h18.

Por Bússola

Enquanto milhares de pessoas passam fome diariamente, cerca de 41 mil toneladas de alimentos em perfeitas condições deixam de ser aproveitadas. Os dados são do Programa Mundial de Alimentos (WFP), da Organização das Nações Unidas (ONU), e deixam ainda mais evidente um problema que poderia ser evitado: boa parte desses produtos acabam no lixo. Engajada nessa luta e inspirada em um modelo europeu de combate ao desperdício de alimentos, a Food To Save, foodtech sustentável pioneira no setor que já evitou, desde o início da sua operação, o descarte de mais de 300 toneladas de alimentos na capital paulista, no Grande ABC, Campinas (SP) e recentemente, no Rio de Janeiro (RJ).

Por meio da venda de Sacolas Surpresa por meio do aplicativo (disponível para IOS e Android), a Food To Save conquistou importantes parceiros na luta contra o desperdício de alimentos, incluindo restaurantes, padarias, hortifrutis e confeitarias. Entre as marcas, estão Starbucks At Home, Rei do Mate, Dengo Chocolates, Havanna, e os tradicionais: a padaria Bella Paulista, em São Paulo e mais recentemente o Brownie do Luiz, no Rio de Janeiro.

“Por meio de um modelo simples e sustentável, comercializamos o excedente de produção dos estabelecimentos parceiros, com descontos de até 70%. Esses produtos excedentes, que são colocados em nossas sacolas, são alimentos produzidos e não vendidos e que demandam consumo imediato; produtos próximos à data de validade; e itens com pequenas imperfeições, todos aptos para consumo”, diz Lucas Infante, CEO da startup.

Além do combate ao desperdício de alimentos, a startup já evitou que mais de 700 toneladas de CO₂ fossem enviadas à atmosfera, reduzindo drasticamente os danos à natureza. “Nós queremos levar hábitos sustentáveis para mais pessoas e, dessa forma, ajudar o meio ambiente e os estabelecimentos a sanar um problema tão comum e que pode levar a enormes prejuízos, o desperdício de alimentos”, afirma Infante.

A foodtech já alcançou a marca de mais de 300 mil downloads do aplicativo, mais de 700 estabelecimentos parceiros nas regiões em que opera, além de mais de 300 toneladas de alimentos salvos. A meta até o final do ano é ultrapassar a marca de 500 toneladas de alimentos resgatados e ampliar a operação para estados vizinhos, como Minas Gerais (MG) e Brasília (DF). “Estamos numa onda muito positiva. Nosso crescimento vem se destacando mês a mês. O perfil de consumo mudou, percebemos que a população está cada vez mais consciente quanto ao desperdício de alimentos. O principal aprendizado tem sido a compreensão da necessidade de insistirmos no viés educacional, para que cada vez mais usuários e parceiros se engajem nessa luta conosco.”

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

3 perguntas de ESG para Lídia Abdalla, do Grupo Sabin

ESG: Braskem investe na utilização sustentável do plástico

Haribo celebra 100 anos projetando crescer mais de 40% em 2022

Últimas Notícias

Ver mais
App que será lançado no Web Summit promete revolução verde conectando usuários, empresas e ONGs
Um conteúdo Bússola

App que será lançado no Web Summit promete revolução verde conectando usuários, empresas e ONGs

Há 13 horas

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar
Exame IN

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar

Há 14 horas

Com vendas em alta, Zegna lança livro sobre seu “oásis de sustentabilidade”
Casual

Com vendas em alta, Zegna lança livro sobre seu “oásis de sustentabilidade”

Há 15 horas

Usada por Nathalia Beauty e Cortella, plataforma americana para pequenos negócios abre no Brasil
seloNegócios

Usada por Nathalia Beauty e Cortella, plataforma americana para pequenos negócios abre no Brasil

Há 17 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais