Um conteúdo Bússola

3 perguntas de ESG para Lídia Abdalla, do Grupo Sabin

Presidente do grupo de medicina diagnóstica fala de objetivos ambientais e sociais que norteiam há anos a atuação da companhia
Lídia Abdalla é CEO do Grupo Sabin. (Sabin/Divulgação)
Lídia Abdalla é CEO do Grupo Sabin. (Sabin/Divulgação)
B
BússolaPublicado em 04/08/2022 às 19:00.

1) Como um grupo de saúde do porte do Sabin lida com a questão dos resíduos, incluindo os infectantes?

Lídia Abdalla: Como empresa, levamos muito a sério o compromisso com a redução dos impactos das nossas atividades ao meio ambiente e, como empresa de saúde, temos a responsabilidade socioambiental entre nossos principais valores. Desde 2010, possuímos a certificação ISO 14001 que atesta melhoria contínua da nossa gestão dos aspectos de impacto ambiental.

Investimos em uma gestão de processos para controlar e minimizar riscos, conforme as nossas premissas, que inclui uma política de investimento socioambiental focada em evitar desperdícios, por meio do uso racional de recursos e de uma gestão consciente dos recursos naturais e dos resíduos gerados. Por isso, mantemos um programa de reciclagem que estimula a segregação e o envio de materiais para reaproveitamento por parceiros privados e cooperativas. Além disso, acompanhamos juntos aos nossos fornecedores todo o processo de coleta e tratamento.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

Nosso compromisso com a gestão responsável e consciente dos impactos de nossas atividades sobre o meio ambiente inclui diversas ações e projetos relacionados a água, energia, efluentes e resíduos. Buscamos incessantemente a melhoria contínua do nosso desempenho ambiental e isso está tão enraizado em todas as nossas estratégias que aqui em Brasília, por exemplo, por meio do nosso rigoroso programa de coleta e reciclagem de resíduos, em 2021, encaminhamos mais de 102 toneladas de produtos à cooperativa. Isso é resultado de um trabalho cuidadoso de conscientização realizado junto aos nossos colaboradores a respeito da importância do descarte responsável.

Somos uma empresa com 38 anos no mercado brasileiro e referência em qualidade, excelência e gestão. Para nos mantermos neste patamar, investimos em ações e em uma agenda que integra os aspectos ambientais, sociais e de governança (ESG), refletindo nosso propósito, missão, visão, valores e compromissos.

2) Que outras iniciativas na frente ambiental você poderia destacar?

Lídia Abdalla: Há três décadas trilhamos um caminho firme dentro de uma gestão ambiental consciente dos recursos naturais e para isso destinamos investimentos em novas tecnologias, programas e práticas de educação ambiental, bem como incentivamos a participação coletiva na solução dos problemas. Realizamos uma série de trilhas de desenvolvimento em temáticas ambientais dentro da nossa Universidade Corporativa, a UniSabin. O fruto deste trabalho é o ganho de ecoeficiência da nossa operação.

Temos certificações nacionais e internacionais que atestam o genuíno alinhamento dos nossos objetivos estratégicos às nossas práticas. Há mais de 15 anos somos signatários do Pacto Global, por onde mobilizamos a comunidade empresarial em movimentos que aceleram a economia verde. Apoiamos iniciativas importantes como a #BrasilPeloMeio, criada pela Amcham-Brasil para divulgar projetos em defesa do meio ambiente e inspirar outras companhias a investirem também. Em nosso edifício da sede, em Brasília, recebemos o selo Gold Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), que o atesta como edificação sustentável. Também é na sede que reafirmamos nosso compromisso, com a compra de energia elétrica via Mercado Livre de Energia, e, em um futuro próximo, teremos placas solares em nossas unidades regionais.

LEIA TAMBÉM: Grupo Sabin anuncia aquisição da Hemos Laboratório Médico, em Blumenau

Ingressamos no mercado livre de energia adotando fontes de energia renováveis para a nossa Sede. Este ano recebemos o Certificado de Neutralização das Emissões de Gases de Efeito Estufa referente a 2020, que atesta o nosso compromisso em amenizar os impactos ambientais das nossas atividades.

Outra ação assertiva foi o investimento de mais de R$ 1 milhão em nossa Estação de Tratamento de Esgoto, que resultou em reaproveitamento hídrico e no tratamento dos efluentes gerados pela nossa área técnica. Desde que entrou em operação, 100% dos recursos hídricos utilizados nos processos produtivos internos passaram a ser tratados e reutilizados para outras atividades de manutenção de nossa sede.

Também estamos engajados na Agenda Universal proposta pela ONU, por meio dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e, desde 2015, possuímos a declaração de cumprimento da norma ISO 31000 de gestão de riscos.

3) Qual o principal legado da atuação social do grupo?

Lídia Abdalla: Nosso olhar às causas sociais também inspira nossa forma de observar o presente para proporcionarmos um futuro melhor, principalmente nas comunidades mais vulneráveis do país. Por meio do nosso braço social, o Instituto Sabin, há 17 anos reafirmamos nosso compromisso com o contexto social, apoiando e estimulando iniciativas em favor das populações de norte a sul do Brasil em três grandes eixos estratégicos: promoção integral da saúde e do bem-estar de pessoas em situação de vulnerabilidade; fortalecimento dos ecossistemas e organizações de impacto; e práticas que estimulam o engajamento social e a filantropia.

Além disso, por meio da instituição, desde 2005 aceleramos projetos de inovação e responsabilidade social, que já impactaram positivamente a vida de aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. Resultado de investimentos que já superaram R$ 50 milhões em programas e ações de promoção ao ecossistema de impacto, feitos ao longo de toda esta jornada.

De fato, nosso compromisso com a causa socioambiental vai muito além de indicadores e métricas. Ele é genuíno. Está em nosso DNA, direcionando nossas ações, nos movendo para vivermos e também deixarmos um mundo melhor para esta e as próximas gerações, investindo em um negócio cada vez mais sustentável, cuidando das pessoas e do planeta.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Farm comemora plantio de meio milhão de árvores nativas

Unigel investe US$ 120 milhões na primeira fábrica de hidrogênio verde do país

Brasil tem vocação para ser líder mundial na transição energética