Bússola
Um conteúdo Bússola

ESG: Indústrias brasileira e alemã discutem descarbonização

A Alemanha é um mercado estratégico nas relações comerciais e de investimentos para o Brasil

Discussão ocorreu em Minas Gerais (Stock/Getty Images)

Discussão ocorreu em Minas Gerais (Stock/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 10 de março de 2023 às 13h00.

Por Bússola

A agenda de sustentabilidade das indústrias do Brasil e da Alemanha estará em evidência nos dias 13 e 14 de março. O ministro de Assuntos Econômicos e Ação Climática e vice-chanceler alemão, Robert Habeck, e o ministro de Alimentação e Agricultura do país, Cem Özdemir, vão se reunir com o setor industrial em Belo Horizonte (MG) em busca de políticas e negócios. O 39º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA) discutirá novas abordagens sobre energia, clima e digitalização, e dois painéis com diversas empresas que têm atuado com protagonismo na pauta ambiental tratarão de descarbonização e transição energética.

A Alemanha é um mercado estratégico nas relações comerciais e de investimentos para o Brasil, e a agenda da sustentabilidade é especialmente relevante para as duas economias. O país é um dos principais apoiadores do Fundo Amazônia, que busca captar doações para investimentos em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento e de promoção da conservação e do uso sustentável da Amazônia Legal. Recentemente, anunciou investimento de 35 milhões de euros no fundo.

O EBBA é realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Federação das Indústrias Alemãs (BDI). Considerado o evento mais relevante para o relacionamento entre os países, reunirá empresários, associações setoriais, investidores e gestores governamentais em um diálogo em prol do fortalecimento das relações entre as economias. São esperados cerca de 800 participantes, entre as quais as empresas Suzano, Vale, Henkel, BASF, Raízen, Unigel BSBIOS, Fundação de Waelzholz e Siemens Energy, que participarão dos painéis sobre descarbonização e transição energética.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Catadoras impulsionam logística reversa de materiais recicláveis

ESG: É hora de falar do etarismo, preconceito osso duro de roer

Desafios da economia circular: por que gostamos de possuir coisas?

Acompanhe tudo sobre:SustentabilidadeMeio ambienteEmissões de CO2

Mais de Bússola

Como Inter, super app financeiro, lucrou R$ 195 mi apostando em IA generativa

Quem é a arquiteta que participa pela 6ª vez da mostra CASACOR assinando galeria de arte

Bússola Cultural: inscrições abertas para o 3° Concurso de Crônicas sobre futebol de várzea

Quem é a empresária que já cresce mais de 100% ao ano promovendo networking entre C-Levels?

Mais na Exame