Bússola
Um conteúdo Bússola

Ele trocou os EUA pelo Brasil e sua healthtech já recebeu aporte superior a R$ 50 mi

Por meio de tecnologia e embasamento científico a Genial Care oferece suporte para o desenvolvimento de crianças com autismo

Kenny Laplante, founder e CEO da Genial Care (Genial Care/Divulgação)

Kenny Laplante, founder e CEO da Genial Care (Genial Care/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 17 de agosto de 2023 às 17h20.

A startup healthtech Genial Care, fundada no Brasil pelo norte-americano Kenny Laplante, trabalha de forma multidisciplinar no cuidado e evolução de crianças autistas e suas famílias, conectando tecnologia e embasamento científico às pessoas. A empresa tem o compromisso de criar ferramentas para ajudar no desenvolvimento de crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista) e capacitar e apoiar pessoas cuidadoras nessa jornada.

Com mais de 150 colaboradores dispostos a transformar a vida das crianças com TEA e seus cuidadores, a Genial nasceu da experiência de vida do próprio fundador. “Percebi que desde o diagnóstico até a intervenção, há muitas carências relacionadas ao autismo no país. Além disso, trago experiência própria na bagagem: tive problemas relacionados à fala na infância, o que impactou o meu desenvolvimento durante algum tempo, e tenho também familiares no espectro autista”, relata o fundador e CEO, Kenny Laplante.

Utilizando a tecnologia como grande aliada nos cuidados de crianças com autismo, a Genial Care possui duas plataformas próprias, que potencializam tanto os resultados com as crianças quanto otimizam o trabalho do corpo clínico, além de trazer suporte para as pessoas cuidadoras: o Painel Clínico Genial, voltado à equipe clínica, e o aplicativo Genial Care, direcionado às pessoas cuidadoras, que enfrentam diversos desafios em seu dia a dia e precisam de auxílio muitas vezes para tarefas consideradas corriqueiras, como lavar as mãos ou dar banho, mas que para uma criança no espectro não são tão lineares assim. 

O diferencial da healthtech é o seu foco nos cuidadores. “O pai e a mãe são os professores mais naturais que qualquer criança pode ter, eles têm muito potencial para serem protagonistas, mas muitas vezes são ignorados nos processos”, explica Kenny. “Para nós, é essencial poder ajudar as famílias a se sentirem mais confiantes nessa jornada”. 

Além disso, o time clínico da healthtech conta com a capacitação e especialização pela Genial Care Academy (GCA), um núcleo interno de treinamento focado no rigor clínico e padrão ouro de atendimentos, para que toda a equipe clínica, de ABA, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional adquira níveis de experiência e conhecimento de supervisores e coordenadores.

“Não há nenhum player no mercado que atue em todas as frente da Genial, que inclui intervenção multidisciplinar das crianças, plataforma de saúde com tecnologia e capacitação de time clínico”, afirma. 

Primeiro aporte da General Catalyst em saúde comportamental no Brasil

A Genial Care recebeu um aporte de US$ 10 milhões (aproximadamente R$ 51.8 milhões na cotação atual) liderado pelo fundo General Catalyst, que já realizou aportes em empresas da área da saúde como Livongo, MD Ally, Ribbon Health, Cityblock Health, e também de outros setores, como AirBnB, Snapchat, Viajanet, Hubspot, OLX, entre outras. Segundo Kenny, o montante recebido está sendo distribuído em três principais frentes de atuação: tecnologia proprietária, Genial Care Academy e ampliação das contratações corporativas.

"Estamos dobrando o número de famílias atendidas a cada 3 meses e 100% de nossos membros experimentaram melhora clínica significativa nos primeiros 6 meses. Agora, depois de obter um financiamento série A da General Catalyst, estamos entusiasmados em crescer ainda mais e impactar muito mais famílias.", CEO da GC, Kenny Laplante.

O investimento do fundo internacional General Catalyst é o primeiro aporte em saúde comportamental no Brasil. Referência em investimentos na área de saúde, o fundo tem como estratégia apoiar as empresas que pensam de forma holística, focadas no cuidado integral. 

Em seu portfólio, a General Catalyst tem 15 parcerias com sistemas de saúde, onde atua como braço estratégico de inovação. Essa lista crescente inclui Banner Health, Intermountain Healthcare e Universal Health Services Inc. (NYSE: UHS), sendo que a última opera uma rede de mais de 330 instalações de saúde comportamental. O investimento também teve participação de outros fundos como Atlantico, Canary (que já havia investido previamente na Genial) e pessoas físicas. 

Cuidando de quase meio milhão de famílias

Recentemente, a healthtech concretizou duas grandes e importantes parcerias para oferecer as soluções multidisciplinares para mais famílias: com a Porto Saúde e com a Amil One, alcançando quase meio milhão de segurados no total. “O acesso ao cuidado e intervenção para crianças autistas ainda tem muito a avançar no Brasil. O estudo “Cuidando de quem cuida: um panorama sobre as famílias e o autismo no Brasil”, feito pela Genial Care, mostra que 79% dos cuidadores têm dificuldades financeiras para pagar o tratamento focado em TEA (Transtorno do Espectro Autista). Esse cenário muda quando os planos de saúde oferecem aos seus beneficiários serviços dedicados à pessoa com autismo”, pontua Kenny. 

Para o futuro, a Genial Care planeja expandir ainda mais as possibilidades de atendimento. Atualmente, a healthtech conta com cinco unidades próprias em São Paulo - nos bairros Alto de Pinheiros, Paraíso, Tatuapé, Santana e Morumbi, e dois outros endereços de atendimento em Alphaville. “Nosso compromisso é proporcionar um serviço de qualidade embasado por dados, englobando avaliação integrada, intervenção da criança em domicílio ou em locais de atendimentos próximos e treinamento parental, com menor custo aos planos de saúde”, finaliza Laplante. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Como um ambiente saudável pode mudar a vivência de um trabalhador autista

Danilo Maeda: Um depoimento sobre o autismo

Hugo Martinelli: Você já contratou uma pessoa com TDAH hoje?

Acompanhe tudo sobre:Saúde no BrasilSetor de saúdeStartupsEmpreendedorismo

Mais de Bússola

Bússola Poder: não existe ministro da Fazenda fraco

Por que texto do Projeto de Lei que regulamenta a Inteligência Artificial precisa de ajustes? 

FII Priority Summit discute desenvolvimento sustentável do Brasil e da América Latina

Internet e redes sociais continuam a dominar como principais fontes de informação dos parlamentares

Mais na Exame