Acompanhe:

Como a inteligência artificial pode reduzir o desperdício de água no Brasil

Conheça projeto testado em Brasília que é exemplo para mudar uma triste realidade: a gente joga fora quase metade da água própria para consumo

Modo escuro

Continua após a publicidade
Vazamentos de difícil detecção são o principal motivo do desperdício de água potável (Yevhenii Orlov/Getty Images)

Vazamentos de difícil detecção são o principal motivo do desperdício de água potável (Yevhenii Orlov/Getty Images)

A cada 10 litros de água que deveriam ser entregues às casas brasileiras, quatro são desperdiçados. O principal motivo são vazamentos nas redes de distribuição.

E a solução para esse problema gigantesco, preocupante e que se arrasta há anos pode passar pelo uso da Inteligência Artificial.

Em Brasília já existe um projeto que usa essa tecnologia para detectar o local exato dos vazamentos e informar uma equipe de manutenção. 

Como funciona? 

Os agentes fixaram sensores inteligentes na parte externa das tubulações, sem a necessidade de perfurar os canos e sem contato com a água.

Estes aparelhos utilizam Internet das Coisas (IoT) e conectividade M2M (Machine to Machine) para transformar ruídos e vibrações captadas em informações que são processadas em nuvem por uma IA.

Esses dados então são traduzidos e as recomendações aparecem em um painel de controle que é usado pelos técnicos.

Saneamento básico em foco

O projeto passou por um teste em janeiro de 2023, quando os equipamentos foram instalados em locais não divulgados no Distrito Federal. Agora os cientistas estão aperfeiçoando o sistema.

A tecnologia é resultado de uma parceria público privada entre a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e a Embratel. E esse caso segue uma tendência de mercado.

  • Segundo o Barômetro da Infraestrutura, pesquisa da EY e da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB), o saneamento básico é a área mais atrativa para os investimentos público e privado no setor de infraestrutura

Na pesquisa, 61,5% de autoridades públicas e empresários entrevistados disseram ser favoráveis ao saneamento básico.

  • Um dos fatores-chave é o Marco do Saneamento que definiu mais claramente quais são as normas do setor no Brasil. “Sem dúvida, o Marco foi um impulsionador importante para aumentar as intenções de aporte no setor, criando uma confiança e entusiasmo”, explica Gustavo Gusmão, sócio da EY, uma das empresas responsáveis pelo relatório. 

Energia elétrica

Em segundo lugar na pesquisa de intenção de investimentos está a energia elétrica, com 46,9% das respostas favoráveis à aplicação de dinheiro no setor. Esta área chama a atenção por movimentos recentes como a abertura do mercado livre de energia.

Rodovias

Em terceiro lugar, se encontram as rodovias, com 32,4% do interesse dos empresários. Nesta área, as intenções surgem a partir do PAC (Programa de Aceleração e Crescimento) do governo federal e de iniciativas estaduais de concessões rodoviárias observadas em 2023.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Sommelier de cerveja é o primeiro homem preto a se certificar em rigoroso programa internacional 

Bússola Cultural: exposição “Indígena NÃO é Fantasia!” provoca foliões

IA e o que mais? Veja 10 tendências para o setor de saúde em 2024

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Chatbot se diz apaixonado por usuário e sugere que ele termine casamento
Inteligência Artificial

Chatbot se diz apaixonado por usuário e sugere que ele termine casamento

Há 5 horas

Google faz teste de ferramenta de IA com jornalistas
Inteligência Artificial

Google faz teste de ferramenta de IA com jornalistas

Há 6 horas

Além de IA, bitcoin também teve papel essencial na valorização da Nvidia; entenda
Future of Money

Além de IA, bitcoin também teve papel essencial na valorização da Nvidia; entenda

Há 23 horas

Após polêmica sobre imagens, Gemini, do Google, é criticado por gerar respostas tendenciosas
Inteligência Artificial

Após polêmica sobre imagens, Gemini, do Google, é criticado por gerar respostas tendenciosas

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais