Acompanhe:

Nos últimos anos, o e-commerce ganhou um espaço ainda maior no dia a dia de todos os consumidores – seja nas compras de alimentação para casa, com roupas e até mesmo viagens que podem ser adquiridas por meio de aplicativos. Em alguns cliques, podemos ter um pacote de viagem e já começar a sonhar com o próximo destino. O Hurb, empresa de tecnologia popularmente conhecida por ser uma agência de viagens online, começou sua jornada com a oferta de pacotes em março de 2011 e, este mês, completa 12 anos de atuação no setor turístico, se destacando pela trajetória de inovação da plataforma. Atualmente, a companhia conta com recursos como chatbot, inteligência artificial e realidade estendida (XR).

A empresa é carioca e nasceu como um site de venda coletiva de estadias em períodos de baixa procura, após a identificação de uma oportunidade de mercantilizar no grande intervalo entre as altas temporadas do turismo. Um segundo fator tornava a ideia da comercialização das diárias atraente para os fornecedores: como poucas hospedagens contavam com páginas virtuais próprias no início da década de 2010, reunir diversas opções em uma vitrine digital única representava um grande potencial.

Percebendo o interesse do público e a necessidade de aperfeiçoar o que já entregavam, o Hurb decidiu apostar de vez no e-commerce em 2013, lançando a primeira versão do aplicativo que sofreu várias melhorias ao longo do tempo, no intuito de atender às demandas dos viajantes. Até então, a arquitetura da página não comportava o crescente volume de acessos. Ficou claro que investir em tecnologia era o único caminho para evitar esse tipo de problema.

Inovação e Tecnologia

Desenvolvido internamente, o sistema para cadastro de usuários foi o primeiro a ser revisto, já que o processamento da grande quantidade de dados prejudicou, por vezes, a velocidade da plataforma. De acordo com Carlos Rios, CTO do Hurb, com o tempo, a tecnologia usada pela travel tech abarcou a missão da empresa: otimizar viagens através da tecnologia. “Nos vimos obrigados a usar tecnologias mais modernas, que são capazes de entregar grandes volumes  consumindo menos recursos da máquina”, diz. Para isso, entre outras ações, a empresa conta com um setor que se dedica a explorar novas oportunidades e ferramentas no mercado.

Mas como estender toda a tecnologia desenvolvida ao consumidor? Em 2020, o Hurb implementou o uso do chatbot, software de automação, que emprega inteligência artificial. O atendente digital otimizou o tempo de resposta quanto a informações e dúvidas simples do consumidor - que representavam 40% do total. Em 2022, o chatbot economizou 320 mil horas de trabalho de 186 consultores.

"Tínhamos testado o uso do chatbot ao longo da nossa história, mas ainda não havíamos conseguido implementar de forma que houvesse um impacto positivo na experiência de nossos clientes. Só depois de criarmos um time dedicado e usarmos uma ferramenta que nos possibilitou criar um sistema personalizado para as nossas necessidades, tivemos sucesso", afirma Romário Melo, diretor de Operações da companhia.

Para otimizar e trazer uma experiência cada vez mais acessível aos viajantes, o Hurb implantou uma  Inteligência que permite realizar a cotação de voos para grandes volumes de pedidos por destino, o Autopilot. Na prática, a companhia encontra as melhores oportunidades demandando menor esforço humano, um processo antes completamente manual que foi automatizado através de recurso desenvolvido integralmente dentro da empresa.

Focada em inovar e surpreender por meio da tecnologia, a companhia também se diferencia no setor do turismo por ser a única com um setor dedicado exclusivamente a explorar as possibilidades oferecidas pelas tecnologias imersivas da realidade estendida (XR). Assim, cria formas de combinar o mundo físico ao virtual, para inovar na forma de se comunicar com seus públicos.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Como este empreendedor fatura R$ 10 milhões com desengraxante na internet

Silicon Valley Bank: um alarme ou o prenúncio do fim de um ecossistema?

Startup lança marca focada em construção para loteamentos abertos

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
'Colheita de dados': startups latino-americanas transformam o agronegócio
Tecnologia

'Colheita de dados': startups latino-americanas transformam o agronegócio

Há 4 horas

A substituta: o que faz a Deco.cx, a startup carioca vencedora do Web Summit Rio 2024
seloNegócios

A substituta: o que faz a Deco.cx, a startup carioca vencedora do Web Summit Rio 2024

Há 2 dias

“Startups brasileiras sem ambição de serem globais, não têm chance de fazer IPO”, diz Domo.VC
seloNegócios

“Startups brasileiras sem ambição de serem globais, não têm chance de fazer IPO”, diz Domo.VC

Há 2 dias

Tecnologia ajuda a divulgar imagem do Brasil no exterior e impulsiona turismo, diz Marcelo Freixo
Future of Money

Tecnologia ajuda a divulgar imagem do Brasil no exterior e impulsiona turismo, diz Marcelo Freixo

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais