Bússola
Um conteúdo Bússola

Como este empreendedor fatura R$ 10 milhões com desengraxante na internet

Thiago Kuin, dono da Loja do Profissional, também incentiva pessoas a abrirem seu próprio negócio com cursos gratuitos como lavagem de sofás e polimento de pisos

Redes sociais são uma ferramenta importante para divulgar o negócio (JaaakWorks/Getty Images)

Redes sociais são uma ferramenta importante para divulgar o negócio (JaaakWorks/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 13 de março de 2023 às 18h30.

Desde que começou a trabalhar, aos 14 anos, Thiago Kuin sentiu que tinha aptidão para empreender. Diariamente, cumpria a carga horária de oito horas de trabalho, mas começou a ganhar renda extra fazendo a manutenção de computadores no período de folga. Aos 18 anos, percebeu que o rendimento da atividade paralela era melhor do que o do seu emprego CLT, resolveu pedir as contas e iniciar seu próprio negócio.

Em 2000, surgiu a Imagemativa Informática e Internet, em São Paulo, que oferecia serviços como criação de sites, formatação de sistemas e serviços de internet e gerenciamento de dados. Em pouco tempo, ampliou o leque de atividades e começou a vender artigos de informática e tecnologia pela internet.

Dez anos depois, a empresa se transformou na Loja do Profissional – e-commerce que vende produtos exclusivamente para profissionais – e, no ano passado, faturou R$ 10,2 milhões, com expectativa de chegar a R$ 11,7 milhões em 2023.

Segundo o empresário, o incentivo para migrar para o e-commerce veio da mulher, com larga atuação na área. “Ela me mostrou que as vendas feitas pela internet estavam sendo mais rentáveis do que os trabalhos físicos com informática. Com isso, decidimos investir mais no e-commerce e encerrar a outra atividade. Lembro, inclusive, que tinha 14 contratos em vigência, mas cancelei para me dedicar 100% à loja virtual”, diz.

Com o tempo, os dois observaram que três produtos que comercializavam se destacavam nas vendas: desengraxante, paquímetro e equipamento de vídeo. O que os três tinham em comum? Olhando friamente, não encontramos ligação, correto? Porém, analisando mais profundamente, observamos que são itens comprados por profissionais para trabalhar. Daí surgiu o nome Loja do Profissional.

Cursos

Paralelamente à expansão do negócio, com a mudança de um galpão maior, Kuin criou uma sala de aula completa para mais de 50 pessoas, tudo para realizar não só cursos de aplicação dos produtos, mas também cursos de empreendedorismo, marketing digital e vendas.

“A ideia dos cursos veio de dúvidas que os profissionais tinham para usar os produtos que comercializávamos. Falei com os maiores fabricantes do Brasil e do mundo sobre isso, e eles resolveram apoiar na criação e execução de cursos gratuitos.”

A loja e a sala de aula estão localizadas no bairro da Água Branca, na capital de São Paulo. Desde sua criação – em 16 de outubro de 2020 – 8.200 profissionais participaram dos cursos da Loja do Profissional. A meta para este ano é treinar mais 4 mil até dezembro.

Entre os profissionais que participam dos cursos estão: lavador de sofá, polimento de piso, diarista, funcionários de empresas de prestação de serviços de limpeza, de restauração de fachada e pisos e de lava-rápido.

“Vários fabricantes adotaram o nosso projeto porque os cursos costumam ser pagos, nesse mercado que estamos atuando. O mais interessante é que nossa iniciativa vem mudando todo o mercado porque essas empresas começaram a enxergar não só um negócio, mas também uma ação de impacto social.”

Para se ter uma ideia, um curso de higienização e impermeabilização de estofados pode custar até R$ 2.500 e a Loja do Profissional oferece de graça. Com este valor dá para comprar todos os equipamentos e trabalho para começar seu próprio negócio, comenta Kuin.

Para os fabricantes, a ação estreita o relacionamento com o usuário final, que passa a saber mais sobre seus produtos e a consumi-los de forma adequada, e identifica o seu público-alvo. “Muitas pessoas compravam os produtos, não sabiam usar e acabavam não tendo um bom resultado. Ensinar e educar este público também traz bons resultados para os fabricantes.”

Renda extra

Sabe aquelas manchas brancas que aparecem no boxe e que são difíceis de remover? Muitos profissionais que participaram dos cursos viram uma oportunidade de negócio com este tipo de limpeza. A Loja do Profissional vende o produto e ensina a aplicá-lo.

“O produto é concentrado e custa menos de R$ 2 por aplicação no boxe. Os profissionais chegam a cobrar até R$ 300 pelo serviço. Claro que é preciso saber aplicar o produto para que o resultado seja eficaz, mas é um curso que vem gerando fonte de renda para muita gente.”

Vale destacar que os participantes não precisam comprar os produtos para assistir as aulas. “Muitos profissionais me perguntam, ao final das aulas, se não irei oferecer os produtos. Eu digo que não e explico que o curso é para eles se aperfeiçoarem ou iniciarem seu próprio negócio.”

“As redes sociais são uma ferramenta importante para divulgar um negócio, e muitos empreendedores têm dificuldades para iniciar sua página e criar publicações para atrair seu público. Dedico um tempo no meu dia a dia para auxiliá-los nessa jornada”, diz.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Iteris cresce 49,3% em 2022 e 57% na Briteris, subsidiária nos EUA

Ageless: Fortaleça seu networking e a marca profissional

O que diz o Regulamento da Dosimetria e Aplicação de Sanções da ANPD

Acompanhe tudo sobre:EmpreendedoresEmpreendedorismoInternetVarejoServiços

Mais de Bússola

Katycia Nunes: como utilizar IA e tecnologia a favor da conexão na educação corporativa

Startup chilena cresce 500% no Brasil e lança IA mirando no faturamento anual de US$ 10 mi

Claudia Elisa Soares: ESG vai bem, obrigado

Como Inter, super app financeiro, lucrou R$ 195 mi apostando em IA generativa

Mais na Exame