Brasil

Trem da Linha 17-Ouro do Monotrilho foi entregue e liberado para envio ao Brasil; veja fotos

Composição é a primeira de 14 unidades e foi entregue ao Metrô de São Paulo na noite de sexta-feira, 26, na cidade de Guang’an, na China

Publicado em 27 de abril de 2024 às 12h56.

O primeiro trem da Linha 17-Ouro do Monotrilho foi entregue ao Metrô de São Paulo na noite de sexta-feira, 26, na cidade de Guang’an, na China. Projetado especialmente para a linha, a composição vai ser enviada ao Brasil por navio e deve chegar ao Porto de Santos no mês de julho.

“Hoje é um dia muito feliz para o Estado de São Paulo, que dá mais um passo importante na mobilidade urbana. Esse é o primeiro de 14 trens e é a melhor sinalização que a gente pode dar de que a esperança voltou, que a obra vai se tornar realidade”, afirmou Tarcísio de Freitas. O governador abriu a cerimônia de entrega remotamente, por meio de um vídeo.  O evento também contou com a presença do presidente do Metrô, Julio Castiglioni, e do vice-presidente da divisão de fabricação de monotrilhos da BYD, Lin Ren.

Após os procedimentos de liberação aduaneira, começa o processo de comissionamento. Nele, o trem é transportado ao Pátio Água Espraiada para a montagem e início dos protocolos de testes, que garantem os certificados de segurança e a liberação para a operação.

A composição é a primeira de um lote de 14 unidades encomendadas pelo Metrô junto à BYD, na China. Segundo cronograma, o segundo trem deve chegar ainda este ano. Os demais serão entregues no Brasil gradativamente em 2025.

Como serão os trens da Linha 17-Ouro?

Os trens operam de forma automática (UTO), utilizando o Sistema de Controle de Monitoramento de Trens (TCMS) e o sistema de sinalização CBTC. Por meio de comunicação via rádio digital, estas tecnologias formam blocos móveis entre os trens, permitindo maior aproximação e a redução do intervalo de circulação.

Ao todo, são 114 assentos e com capacidade total para 616 passageiros, incluindo assentos prioritários e áreas para deficiente. O veículo mede 3,2 metros de largura, os carros de extremidade possuem 13,5 metros cada e os intermediários medem 10 metros de comprimento cada, além da área de passagem 0,95 metros, totalizando 60,8 metros de comprimento. A composição possui passagem livre entre os carros, sistema de ar-condicionado, iluminação LED, câmeras de vigilância, sistema de detecção e combate a incêndio, sistema de comunicação audiovisual aos passageiros, com mapa de linha dinâmico e intercomunicador para contato ao Centro de Controle Operacional (CCO).

default (Divulgação/Secretaria de Comunicação do Estado de São Paulo)

Implantação da Linha 17-Ouro

O Metrô retomou a construção da Linha 17-Ouro em setembro do ano passado e vem avançando nas obras com mais de mil pessoas envolvidas. A meta é concluir a obra bruta até o final de 2025, permitindo o avanço da instalação de sistemas para a abertura da linha em 2026, que vai ligar o Aeroporto de Congonhas à rede de transporte sobre trilhos e beneficiar a 100 mil pessoas diariamente, segundo informações da Secretaria de Comunicação do Estado de São Paulo.

Acompanhe tudo sobre:Metrô de São PauloChina

Mais de Brasil

CCJ do Senado aprova liberação de cassinos, bingos e jogo do bicho

Enem 2024: prazo para pagar taxa de inscrição termina nesta terça

Governo anunciará medidas para o setor audiovisual brasileiro

Porto Alegre volta a registrar alagamentos e nível do Guaíba se aproxima da cota de alerta

Mais na Exame