PT destinará R$ 130 milhões a campanha de Lula à Presidência

A verba faz com que o partido destine praticamente o teto do permitido pela justiça eleitoral aos candidatos a presidente
PT também definiu a verba para outras candidaturas na reunião desta quinta-feira, 30 (NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)
PT também definiu a verba para outras candidaturas na reunião desta quinta-feira, 30 (NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 01/07/2022 às 06:27.

O diretório nacional do PT reservou 26,03% do fundo eleitoral destinado ao partido à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o que garante ao petista R$ 130 milhões de reais para os dois turnos. A informação foi antecipada pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmada pelo Estadão.

A verba faz com que o partido destine praticamente o teto do permitido pela justiça eleitoral aos candidatos a presidente. Nesta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu que candidatos à Presidência poderão gastar até R$ 88 milhões no primeiro turno e R$ 44 milhões no segundo turno, o que totaliza R$ 132 milhões. No mesmo dia, o diretório nacional bateu o martelo sobre a verba que será destinada à campanha do ex-presidente ao Planalto.

Quer saber tudo sobre a corrida eleitoral? Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e fique por dentro.

O PT também definiu a verba para outras candidaturas na reunião desta quinta-feira, 30. No total, o partido tem direito a R$ 499 6 milhões do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), o fundo eleitoral de 2022.

Candidatas mulheres receberão 30% da fatia do fundo do PT, conforme previsto na legislação. Os candidatos a deputado federal terão 29,41% do fundo. Além do uso do fundo, a campanha de Lula tem trabalhado para garantir doações de pessoas físicas.

Veja também:

Lula volta a defender regulação dos meios de comunicação

Pesquisa para presidente: Lula tem 61% entre os mais pobres; Bolsonaro tem 50% entre mais ricos