PRF diz que 556 pontos de rodovias federais seguem bloqueados

Segundo a Polícia Rodoviária, a maioria dos bloqueios é parcial, já que não impede a livre circulação de veículos que não participam das manifestações

São Paulo – Apesar das concessões feitas ontem pelo governo para encerrar a greve dos caminhoneiros, 556 pontos de rodovias federais seguem bloqueados, principalmente na região Sul do País, segundo balanço divulgado na tarde desta segunda-feira, 28, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Com 95 pontos de bloqueio, o Rio Grande do Sul é o Estado com maior número de interdições. Também há grande número de bloqueios em estradas federais do Paraná (84), Santa Catarina (68), Minas Gerais (59) e Bahia (40). No Estado de São Paulo, duas estradas estão interditadas.

Segundo a Polícia Rodoviária, a maioria dos bloqueios é parcial, já que não impede a livre circulação de veículos que não participam das manifestações.

O órgão informa ainda que outros 727 pontos – ou 56% do total que estava em situação de bloqueio – foram liberados até às 8h desta segunda-feira.

A PRF informa que segue atuando para liberar corredores interestaduais à circulação de cargas de animais vivos, gêneros alimentícios, equipamentos essenciais, medicamentos, combustíveis e outras cargas sensíveis.

Na sexta-feira, 25, o presidente Michel Temer (MDB), após fazer as primeiras concessões aos grevistas, acionou as forças federais para desinterditar as estradas e refinarias.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.