Pesquisa eleitoral: Lula tem 47% das intenções de voto, e Bolsonaro, 37%, diz EXAME/IDEIA

Para a pesquisa EXAME/IDEIA, foram ouvidas 1.500 pessoas entre os dias 23 e 28 de setembro
Lula e Bolsonaro: distância de 10 pontos entre os dois. (Renato Pizzutto/Band/Divulgação)
Lula e Bolsonaro: distância de 10 pontos entre os dois. (Renato Pizzutto/Band/Divulgação)
G
Gilson Garrett Jr

Publicado em 29/09/2022 às 00:04.

Última atualização em 29/09/2022 às 00:15.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) abriu 10 pontos de vantagem em relação ao presidente Jair Bolsonaro (PL) no primeiro turno. É o que mostra a pesquisa eleitoral para presidente EXAME/IDEIA, divulgada nesta quinta-feira, 29, a quatro dias do primeiro turno das eleições. O petista tem 47% das intenções de voto, três a mais que na pesquisa feita há um mês. Bolsonaro cresceu um ponto, e tem 37%.

Levando em conta a série histórica, é o maior número de intenções de voto de primeiro turno que o petista tem desde que sondagem começou a ser feita. Há um mês, a vantagem de Lula sobre Bolsonaro era de 8 pontos. A maior distância entre os dois no primeiro turno foi registrada em janeiro deste ano, quando estava em 17 pontos.

Ainda em uma simulação de primeiro turno, aparece Ciro Gomes (PDT), com 6%, três pontos a menos do que na pesquisa feita em agosto. Simone Tebet (MDB) oscilou um ponto para cima, ficando com 5%. Os brancos e nulos são 4% dos que responderam a pesquisa, e em agosto eram 5%.

(Arte/Exame)

“A campanha, iniciada no dia 16 de agosto, teve baixo impacto na mudança do voto. A curva dos quatro principais candidatos é constante, com pouca variação ao longo do tempo. Isso é efeito também dessa eleição ter dois candidatos a presidente muito conhecidos, o que é algo novo. Mesmo o Ciro, que já disputou outras eleições, tem essa característica de ser conhecido”, explica Maurício Moura, fundador do IDEIA, instituto especializado em opinião pública.

Para a pesquisa, foram ouvidas 1.500 pessoas entre os dias 23 e 28 de setembro. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares. O nível de confiança de 95%. A sondagem foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-09782/2022. A EXAME/IDEIA é um projeto que une EXAME e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. Veja o relatório completo.

Por região

Ao analisar os números de intenção de voto por região, é possível perceber onde está a vantagem tanto de Lula quanto de Bolsonaro. O petista larga na frente em uma, e Bolsonaro em duas. Em outras duas regiões, o cenário é considerado empate técnico por estar dentro da margem de erro, de seis pontos percentuais, nos estratos de grupos da pesquisa quando analisados por região.

Na sondagem feita em agosto, Lula tinha 34% das intenções de voto no Sudeste, e agora aparece com 46% entre os eleitores do Sudeste, um crescimento de 12 pontos. Bolsonaro perdeu intenções de voto, saindo de 46% para 43%. Os números são considerados empate técnico, mesmo cenário do Norte, com Lula que tem 41%, e Bolsonaro, 39%.

O petista tem vantagem no segundo maior colégio eleitoral do país, o Nordeste, que tem 42 milhões de eleitores. Na região, Lula tem 62%, e Bolsonaro, 21%. O atual presidente sai na frente no Sul (45% a 33%), e no Centro-Oeste (43% a 35%).

LEIA TAMBÉM: Eleições 2022: em busca da classe C do Sudeste

“Ao ver o mapa das intenções de voto nas regiões, é curioso notar que ele é bem similar ao de 2018. A diferença é justamente no Sudeste, que vai definir a eleição. Há quatro anos, o presidente venceu em Minas Gerais e em São Paulo. Agora, tudo mostra que Lula deve sair vitorioso nesses dois estados”, afirma Moura.

Segundo turno

A pesquisa EXAME/IDEIA também fez cinco cenários de segundo turno. Lula lidera em todas as simulações, com mais de 50% das intenções de voto. Bolsonaro também aparece em vantagem - menos na disputa contra Lula - sendo a mais apertada em um confronto com Ciro Gomes (41% X 35%).

(Arte/Exame)

Voto válido

Desconsiderando os votos brancos e nulos, o ex-presidente Lula tem 49% dos votos válidos, e o presidente Bolsonaro, 38%, segundo a pesquisa eleitoral EXAME/IDEIA. Se um candidato atinge a marca de 50% mais um dos votos válidos, sai vitorioso em primeiro turno.

LEIA TAMBÉM

Com a margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos, Lula tem entre 46% e 52%. Já Bolsonaro oscila entre 35% e 41%. Atrás dos dois aparece Ciro Gomes (PDT), com 7% - tem entre 4% e 10% - e Simone Tebet (MDB), com 5% - oscila entre 2% e 8%. Os outros candidatos juntos somam 1%.

(Arte/Exame)

Na opinião de Maurício Moura, fundador do IDEIA, apesar de um número apertado e dentro da margem de erro, é mais provável que haja um segundo turno. Para ele, o chamado voto útil não é uma estratégia que a campanha de Lula está usando muito, e que pode até ir contra o ex-presidente por existir ainda um sentimento antipetista muito forte na sociedade brasileira.

Leia tudo sobre como votar