Acompanhe:

Média móvel de mortes por covid-19 no Brasil é a maior desde julho

Balanço do consórcio de imprensa mostra que, nas últimas 24h, foram registradas 1.452 vítimas e 53.993 testes reagentes para o coronavírus

Modo escuro

Continua após a publicidade
 (TARSO SARRAF/AFP/Getty Images)

(TARSO SARRAF/AFP/Getty Images)

G
Gabriel Justo

Publicado em 11 de fevereiro de 2021 às, 20h27.

Última atualização em 11 de fevereiro de 2021 às, 22h24.

Com mais 1.452 novas mortes registradas nas últimas 24h, o Brasil chegou à maior média móvel de óbitos desde julho, no auge da pandemia no país. Nos últimos sete dias morreram de covid-19, em média, 1.073 brasileiros. Apesar deste número estar acima de mil há 22 dias, ele é 1% menor do que a média móvel de 14 dias atrás, o que demonstra estabilidade nos óbitos.

De acordo com o balanço do consórcio de veículos de imprensa, divulgado nesta quinta-feira, 11, as secretarias estaduais de Saúde de todo o país contabilizaram também mais 53.993 novos casos de covid-19. Com isso, o país tem 236.397 óbitos e 9.716.298 casos confirmados da doença.

A média móvel de casos registrada nesta quinta é de 45.504 novos diagnósticos por dia, 13% a menos do que 14 dias atrás - um sinal de estabilidade também no número de casos. 

Os dados são compilados pelo consórcio de imprensa que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra, e foi atualizado às 20h.

Vacinados nos estados

Segundo o levantamento feito pelo consórcio de imprensa, 4.584.338 brasileiros já tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19. Este valor é a soma dos 26 estados mais o Distrito Federal e equivale a 2,16% da população brasileira.

Confira abaixo o total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do estado:

  • AC: 11.991 (1,34%)
  • AL: 1ª dose - 74.890 (2,23%); 2ª dose - 1.915 (0,06%)
  • AM: 1ª dose - 174.990 (4,10%); 2ª dose - 4.160 (0,10%)
  • AP: 15.968 (1,85%)
  • BA: 358.775 (2,40%)
  • CE: 204.945 (2,23%)
  • DF: 1ª dose - 109.893 (3,60%); 2ª dose - 7.427 (0,24%)
  • ES: 91.333 (2,25%)
  • GO: 152.619 (2,15%)
  • MA: 1º dose - 95.500 (1,34%); 2ª dose - 2.807 (0,04%)
  • MG: 1ª dose - 354.152 (1,67%); 2ª dose - 60.982 (0,29%)
  • MS: 1ª dose - 77.808 (2,77%); segunda dose - 8.107 (0,29%)
  • MT: 68.450 (1,94%)
  • PA: 111.032 (1,28%)
  • PB: 1ª dose - 80.370 (1,99%); 2ª dose - 1.044 (0,03%)
  • PE: 1ª dose - 211.961 (2,20%); 2ª dose - 18.412 (0,19%)
  • PI: 1ª dose - 53.492 (1,63%) ; 2ª dose - 36 (0%)
  • PR: 225.044 (1,95%)
  • RJ: 336.508 (1,83%)
  • RN: 73.481 (2,08%)
  • RO: 31.838 (1,77%)
  • RR: 20.580 (3,26%)
  • RS: 1ª dose - 267.691 (2,34%); 2ª dose - 1.525 (0,01%)
  • SC: 1ª dose - 96.491 (1,33%); 2ª dose - 494 (0,01%)
  • SE: 1ª dose - 32.138 (1,27%); 2ª dose - 1.826 ( 0,08%)
  • SP: 1.229.602 (2,66%)
  • TO: 22.161 (1,19%)

 

Ministério da Saúde promete vacinar metade da população do Brasil até junho

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quinta-feira, 11, que todos os brasileiros aptos a receber imunizantes contra a covid-19 serão vacinados ainda em 2021. Em audiência pública no Senado, ele afirmou que metade da população “vacinável” receberá as doses até junho. O restante, até dezembro. Pazuello foi convidado pelos senadores a explicar ações do ministério no combate ao novo coronavírus.

“Nós vamos vacinar o país em 2021. 50% até junho, 50% até dezembro, da população vacinável. Esse é o nosso desafio e é o que nós estamos buscando e vamos fazer“, afirmou Pazuello. O ministro não especificou quantas pessoas estão entre as “vacináveis”. Não podem receber vacinas, por exemplo, gestantes, crianças e grupos nos quais o imunizante não tenha sido testado.

Segundo Pazuello, o contrato feito pelo Butantan disponibilizará 100 milhões de doses da Coronavac no primeiro semestre. A partir de julho, a Fiocruz produzirá no Brasil 20 milhões de doses da vacina da Astrazeneca/Oxford por mês. “Se nós formos à melhor hipótese, estaremos falando de 200 milhões de doses em 2021 com essa encomenda tecnológica: 100 milhões de doses recebidas semiprontas e 100 milhões produzidas com o IFA no Brasil com a tecnologia incorporada”, afirmou.

(Colaborou Alessandra Azevedo, de Brasília)

Últimas Notícias

Ver mais
PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró
Brasil

PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró

Há 9 horas

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas
Brasil

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas

Há 9 horas

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há 11 horas

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado
Brasil

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado

Há 12 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais