Acompanhe:

Diante da possibilidade de greves no sistema de transporte público de ônibus para sexta-feira, 1º, a prefeitura de São Paulo adotou uma medida preventiva e apresentou um mandado de segurança cível contra o Sindicato dos Motoristas de Ônibus no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região nesta quinta-feira, 30.

No processo, a prefeitura solicita uma tutela antecipada para garantir o funcionamento integral da frota de ônibus amanhã, sob pena de uma multa diária de R$ 1 milhão em caso de paralisação.

A possível paralisação seria uma resposta do sindicato dos motoristas à decisão judicial que suspendeu o resultado da eleição da categoria, depois dos episódios de ataques envolvendo sindicalistas em terminais e veículos em toda a cidade.

A Procuradoria Geral do Município (PGM) e a SPTrans, responsável pela gestão do sistema de ônibus, declararam que o Poder Público foi surpreendido com a notícia divulgada na imprensa no início desta tarde, indicando que membros das chapas concorrentes à eleição do sindicato planejam interromper o serviço de transporte público de ônibus na capital amanhã, em protesto contra a decisão liminar que suspendeu a eleição do sindicato. Ambos discordam da determinação judicial.

"A paralisação planejada é claramente ilegal e abusiva, não sendo um meio apropriado para contestar uma decisão judicial, a qual deve ser contestada pelos meios legais disponíveis conforme a legislação vigente", afirmou a PGM.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró
Brasil

PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró

Há 8 horas

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas
Brasil

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas

Há 9 horas

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há 11 horas

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado
Brasil

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado

Há 12 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais