• AALR3 R$ 19,70 -0.25
  • AAPL34 R$ 73,76 0.27
  • ABCB4 R$ 17,02 3.28
  • ABEV3 R$ 14,74 0.34
  • AERI3 R$ 3,94 -10.05
  • AESB3 R$ 10,82 0.84
  • AGRO3 R$ 31,64 0.09
  • ALPA4 R$ 21,47 -1.01
  • ALSO3 R$ 20,22 1.76
  • ALUP11 R$ 26,38 0.73
  • AMAR3 R$ 2,48 4.20
  • AMBP3 R$ 30,37 2.50
  • AMER3 R$ 23,07 -2.49
  • AMZO34 R$ 72,52 1.38
  • ANIM3 R$ 5,71 2.88
  • ARZZ3 R$ 82,44 -0.40
  • ASAI3 R$ 15,89 3.38
  • AZUL4 R$ 22,11 4.00
  • B3SA3 R$ 11,92 2.32
  • BBAS3 R$ 36,41 2.80
  • AALR3 R$ 19,70 -0.25
  • AAPL34 R$ 73,76 0.27
  • ABCB4 R$ 17,02 3.28
  • ABEV3 R$ 14,74 0.34
  • AERI3 R$ 3,94 -10.05
  • AESB3 R$ 10,82 0.84
  • AGRO3 R$ 31,64 0.09
  • ALPA4 R$ 21,47 -1.01
  • ALSO3 R$ 20,22 1.76
  • ALUP11 R$ 26,38 0.73
  • AMAR3 R$ 2,48 4.20
  • AMBP3 R$ 30,37 2.50
  • AMER3 R$ 23,07 -2.49
  • AMZO34 R$ 72,52 1.38
  • ANIM3 R$ 5,71 2.88
  • ARZZ3 R$ 82,44 -0.40
  • ASAI3 R$ 15,89 3.38
  • AZUL4 R$ 22,11 4.00
  • B3SA3 R$ 11,92 2.32
  • BBAS3 R$ 36,41 2.80
Abra sua conta no BTG

Governador do Acre é alvo de operação da PF por suspeita de corrupção

STJ, que autorizou operação, determinou bloqueio de R$ 7 milhões nas contas dos investigados
A investigação detectou alto volume de movimentação de dinheiro vivo (Reuters/Sergio Moraes)
A investigação detectou alto volume de movimentação de dinheiro vivo (Reuters/Sergio Moraes)
Por Agência O GloboPublicado em 16/12/2021 10:29 | Última atualização em 16/12/2021 10:29Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Polícia Federal cumpre busca e apreensão contra o governador do Acre, Gladson Camelli (PP), e outros alvos em uma operação que apura suspeita de um esquema de corrupção envolvendo a cúpula do governo estadual. O apartamento do governador é um dos locais onde as buscas são realizadas. O governo informou que vai se posicionar por meio de nota.

A operação foi autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que também determinou o bloqueio de R$ 7 milhões das contas dos investigados. O STJ ainda determinou o afastamento do secretário de Estado da Indústria, Ciência e Tecnologia;do chefe de gabinete do governador; do assessor do escritório do governo do Acre em Brasília e do Chefe de segurança do governador, suspeitos de envolvimento no esquema:

A investigação detectou alto volume de movimentação de dinheiro vivo, inclusive com uso do aparato de segurança pública do governo estadual. A suspeita é que empresas pagavam propina ao grupo criminoso, a partir do recebimento de recursos de convênios do governo federal e também repasses do Sistema Único de Saúde e do Fundeb.