Brasil

Covid-19: Brasil registra 229 mortes e 16,8 mil casos em 24 horas

Com os números de hoje, o total de óbitos alcançou 683.851

Doses de vacina aplicadas no país passam de 476,3 milhões (Getty Images/Getty Images)

Doses de vacina aplicadas no país passam de 476,3 milhões (Getty Images/Getty Images)

AB

Agência Brasil

Publicado em 30 de agosto de 2022 às 20h36.

As secretarias estaduais e municipais de Saúde registraram 16.806 novos casos de covid-19 na últimas 24 horas em todo o país e confirmaram mais 229 mortes por complicações associadas à doença no mesmo período.

Os dados estão na atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta terça-feira, 30. Com as novas informações, o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus durante a pandemia chega a 34.414.011.

O número de casos de covid-19 em acompanhamento está em 272.801. O termo é usado para designar casos notificados nos últimos 14 dias em que não houve alta, nem resultaram em óbito.

Com os números de hoje, o total de óbitos alcançou 683.851, desde o início da pandemia. Ainda há 3.179 mortes em investigação. As ocorrências envolvem casos em que o paciente faleceu, mas a investigação sobre a causa – se foi covid-19 – ainda demanda exames e procedimentos complementares.

Até agora, 33.457.359 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a pouco mais de 96% dos infectados desde o início da pandemia.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, até o momento, o estado que registra mais mortes por covid-19 é São Paulo, com 174.123. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (75.438), Minas Gerais (63.539), Paraná (45.107) e Rio Grande do Sul (40.851).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (2.027), Amapá (2.158), Roraima (2.171), Tocantins (4.196) e Sergipe (6.430).

Vacinação

Até esta terça-feira (30), o vacinômetro do Ministério da Saúde informava que o total de doses de vacinas contra covid-19 aplicadas no país, desde o início da campanha de imunização, estava em 476.305.517. Os dados são os mesmos do dia anterior e não haviam sido atualizados até a publicação desta matéria. Deste total, 179,1 milhões são primeira dose; 160,3 milhões, segunda; e 4,9 milhões, dose única.

A dose de reforço já foi aplicada em mais de 106,4 milhões de pessoas, e a segunda dose extra, ou quarta dose, em pouco mais de 20,4 milhões. O painel registra ainda 4,8 milhões de doses como adicionais, que são aquelas aplicadas em quem tinha recebido o imunizante da Janssen, de dose única.

LEIA TAMBÉM:

Rio de Janeiro amplia 4ª dose da vacina contra covid-19 para pessoas acima de 18 anos

Novo vírus Marburg acende alerta da OMS; entenda o surto da infecção que é prima do ebola

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusSinovac/CoronavacTodos contra o coronavírusvacina contra coronavírus

Mais de Brasil

Pesquisa encontra agrotóxicos em alimentos ultraprocessados com apelo ao público infantil

STF cria marco civilizatório ao proibir exposição de vida sexual de vítima, dizem advogados

Seguradoras irão pagar, no mínimo, R$ 1,6 bilhão em indenizações no Rio Grande do Sul

Governo libera verba extra de R$ 22 milhões para as universidades do RS

Mais na Exame