Brasil
Acompanhe:

Chegamos a entendimento para criação de novo ministério, diz Pedro Uczai

Ministério da Agricultura Familiar e Alimento Saudável deve integrar a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)

 (Valter Campanato/Agência Brasil)

(Valter Campanato/Agência Brasil)

E
Estadão Conteúdo

1 de dezembro de 2022, 20h05

O deputado federal Pedro Uczai (PT-SC) confirmou há pouco a criação do Ministério da Agricultura Familiar e Alimento Saudável e afirmou que tentará levar a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a nova pasta. Segundo ele, a intenção é fomentar a produção de arroz e feijão já no primeiro semestre de 2023.

"Chegamos a um entendimento com o GT de Agricultura para criação do novo ministério, não há mais divergência. Com a vocação de ajudar o homem do campo e produzir alimentos para reduzir a inflação e enfrentar a fome", afirmou, no Centro Cultural do Banco do Brasil, onde funciona o gabinete de transição.

Segundo ele, a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) devem ir para a nova pasta, mas ainda haverá um debate sobre a continuidade ou não da Conab no Ministério da Agricultura. "O tema da Conab ficou em aberto. Nós defendemos que venha para o novo ministério", afirmou.

Uczai ainda pleiteou recursos para crédito à agricultura familiar a partir do início do ano. "Vamos produzir comida já no primeiro semestre e garantir a compra para os programas sociais e a merenda escolar. Como há subsídios para os grandes agricultores, queremos crédito diferenciado para a agricultura familiar. O novo Plano Safra terá pelo menos R$ 60 bilhões, mas precisamos de recursos já em janeiro", completou.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.