Acompanhe:

Caminhões de mudança chegam ao Alvorada a 16 dias do fim do mandato de Bolsonaro

Os caminhões foram flagrados por equipes de TV e retiraram objetos da residência oficial, que voltará a ser ocupada pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, a partir de 1º de janeiro

Modo escuro

Continua após a publicidade
Transição: Os veículos entraram e saíram do Alvorada à tarde (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Transição: Os veículos entraram e saíram do Alvorada à tarde (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 16 de dezembro de 2022 às, 06h34.

Última atualização em 16 de dezembro de 2022 às, 07h14.

Dois caminhões de mudança entraram nesta quinta-feira, dia 15, no Palácio da Alvorada, para prestar serviços à Presidência da República, a 16 dias do fim do mandato de Jair Bolsonaro. Os caminhões foram flagrados por equipes de TV e retiraram objetos da residência oficial, que voltará a ser ocupada pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, a partir de 1º de janeiro.

Questionada, a Presidência da República não se manifestou sobre o motivo e quais serviços teriam sido prestados. Os veículos entraram e saíram do Alvorada à tarde. Um dos caminhões era da empresa de transportes Muda Brasília Mudanças e Logística, que teria sido subcontratada pela 5 Estrelas Mudança e Transportes, ambas sediadas na capital federal. A 5 Estrelas já prestou serviços ao governo antes. As empresas não responderam aos contatos da reportagem.

O presidente Jair Bolsonaro jamais admitiu em público a derrota eleitoral para Lula e segue a maior parte do tempo dentro na residência, onde faz reuniões e despacha com ministros e assessores. Ele mora na residência oficial com a primeira-dama Michelle Bolsonaro, a filha do casal, Laura, e a enteada Letícia Firmo. Por lei, eles devem deixar o palácio, que passará a ser morada de Lula e a futura primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja.

Aliados do petista dizem que ele pedirá uma varredura na residência e avaliação de segurança antes de se mudar, além da troca da equipe de servidores, até mesmo os terceirizados. A equipe de Lula tem reclamado da falta de moradia em Brasília. O petista despacha de um hotel e deve ficar mais algumas semanas por lá antes de entrar no Alvorada.

Em transições de governo anteriores, era comum que o presidente eleito ficasse hospedado na Granja do Torto até a posse, mas o imóvel da Presidência é usado atualmente pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e não foi oferecido por Bolsonaro a Lula.

LEIA TAMBÉM: 

Últimas Notícias

Ver mais
Lula: Brasil pode ter indústria da saúde para competir com qualquer outro país do mundo
Brasil

Lula: Brasil pode ter indústria da saúde para competir com qualquer outro país do mundo

Há 6 horas

Lula diz que governo brasileiro prepara regulamentação de inteligência artificial
Inteligência Artificial

Lula diz que governo brasileiro prepara regulamentação de inteligência artificial

Há 8 horas

Governo federal propõe que FGTS seja corrigido, no mínimo, pela inflação
Economia

Governo federal propõe que FGTS seja corrigido, no mínimo, pela inflação

Há 8 horas

Lula liga para Lewandowski e o parabeniza por recaptura de fugitivos de penitenciária de Mossoró
Brasil

Lula liga para Lewandowski e o parabeniza por recaptura de fugitivos de penitenciária de Mossoró

Há 10 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais