As cidades com a melhor saúde do país (mas que deixam a desejar)

Com um sistema que integra todos os estabelecimentos de saúde de Vitória, a capital capixaba ganhou destaque por sua gestão inteligente no setor de saúde
 (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)
(Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)
Por Valéria BretasPublicado em 18/08/2017 07:18 | Última atualização em 18/08/2017 07:34Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo – Dizer que as cidades brasileiras impressionam no que diz respeito à saúde pública seria uma verdadeira mentira. Apesar disso, um ranking montado pela consultoria Urban Systems destaca 50 municípios que têm inovado e apresentado resultados acima da média brasileira (que é para lá de deficiente) no setor.

É o caso de Vitória, capital do Espírito Santo, que foi considerada a melhor cidade do Brasil em estratégias inteligentes em saúde. O índice de desempenho do município foi de 4,099 em uma escala de 0 a 9 pontos.

Embora com resultado modesto, a cidade mostra um bom desempenho em alguns indicadores. Para cada grupo de mil habitantes, por exemplo, há cerca de nove médicos disponíveis no município – a média nacional é de um profissional para cada mil pessoas.

Nos últimos anos, a prefeitura de Vitória também aplicou recursos em um sistema tecnológico que interliga todos os hospitais, postos de saúde, farmácias e laboratórios da cidade. O software de gestão Rede Bem Estar permite que todas as informações dos pacientes — como histórico médico, atestados e resultados de exames — sejam consultadas por uma plataforma única.

Entre as outras cidades que obtiveram as melhores pontuações, Belo Horizonte (MG) e São Caetano do Sul (SP) aparecem em segundo e em terceiro lugar no ranking, com índice de 3,830 e 3,806, respectivamente.

Para montar o ranking, a Urban Systems levou em consideração nove critérios: leitos por habitantes; leitos de internação; médicos por habitantes; cobertura populacional da equipe de saúde da família; número de concluintes no setor de saúde; despesa municipal com o setor; ciclovias; atendimento urbano de esgoto e cobertura do serviço de coleta de resíduos.

Veja o ranking das 50 melhores cidades do Brasil com estratégias inteligentes em saúde.

Ranking Cidade Pontos
Vitória (ES) 4,099
Belo Horizonte (MG) 3,830
São Caetano do Sul (SP) 3,806
Sobral (CE) 3,788
Palmas (TO) 3,678
Alfenas (MG) 3,650
Porto Alegre (RS) 3,643
Amparo (SP) 3,636
Florianópolis (SC) 3,590
10º Rio de Janeiro (RJ) 3,553
11º Pato Branco (PR) 3,552
12º Barbacena (MG) 3,542
13º Resende (RJ) 3,536
14º São Paulo (SP) 3,532
15º Très Rios (RJ) 3,506
16º São Sebastião do Paraíso (M 3,483
17º Ilha Solteira (SP) 3,480
18º Juiz de Fora (MG) 3,480
19º Santa Fé do Sul (SP) 3,453
20º Montes Claros (MG) 3,447
21º Brasília (DF) 3,430
22º Itabira (MG) 3,423
23º Angra Dos Reis (RJ) 3,408
24º Penápolis (SP) 3,405
25º Ponte Nova (MG) 3,394
26º Petrópolis (RJ) 3,378
27º Poços de Caldas (MG) 3,367
28º Joaçaba (SC) 3,353
29º Campina Grande (PB) 3,352
30º Barueri (SP) 3,342
31º Tupi (SP) 3,339
32º Porto Nacional (TO) 3,334
33º João Pessoa (PB) 3,320
34º Curitiba (PR) 3,317
35º Itaúna (MG) 3,312
36º Maringá (PR) 3,297
37º Niterói (RJ) 3,297
38º Muriaé (MG) 3,289
39º Ouro Preto (MG) 3,284
40º Goiânia (GO) 3,281
41º Aracaju (SE) 3,275
42º Santos (SP) 3,263
43º Umuarama (PR) 3,259
44º Recife (PE) 3,247
45º Extrema (MG) 3,233
46º Volta Redonda (RJ) 3,232
47º São Bernardo do Campo (SP) 3,230
48º Londrina (PR) 3,227
49º Mariana (MG) 3,226
50º Rancharia (SP) 3,221