Acompanhe:

Aéreas: Tráfego de passageiros no Brasil subiu 14,7% em 2023, na comparação anual, afirma Alta

Aviação transportou 111,5 milhões de viajantes no mercado doméstico no país no ano passado, Latam lidera mercado doméstico

Modo escuro

Continua após a publicidade
Em 2023, o País continuou liderando mercado de aviação na América Latina e Caribe (Claudio Capucho/Getty Images)

Em 2023, o País continuou liderando mercado de aviação na América Latina e Caribe (Claudio Capucho/Getty Images)

No ano passado, o tráfego total de passageiros no Brasil aumentou 14,7% em comparação com 2022, segundo dados do relatório Insight da Aviação Brasileira da Associação Latino Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta), enviados em primeira mão ao Estadão/Broadcast. O CEO da entidade, José Ricardo Botelho, avalia que, em meio a um ambiente global e regional desafiador, a aviação brasileira mostra resiliência e busca se recuperar do período da pandemia.

A indústria da aviação no Brasil alcançou uma taxa de ocupação global de 77,6% em 2023. No ano passado, a taxa de ocupação foi de 76,5%, no mercado doméstico, e de 82,2%, no mercado internacional.

Em 2023, a Latam foi a líder em participação de mercado, representando 36% do total de passageiros, a Gol ficou em segundo lugar, com 32%, seguida pela Azul, com 31%. Os aeroportos com maior crescimento de demanda e oferta de assentos ficaram concentrados no eixo Rio-São Paulo: Congonhas, Guarulhos e Santos Dumont.

Voos domésticos

O setor de aviação comercial do Brasil teve uma demanda total de 111,5 milhões de passageiros em 2023. O segmento doméstico, que corresponde a 81% do mercado brasileiro de voos, teve alta de 10 4% no tráfego de passageiros no ano passado, ante o ano anterior.

A rota entre São Paulo (Congonhas) e o Rio de Janeiro (Santos Dumont) registrou o maior tráfego de passageiros no mercado doméstico e a taxa de ocupação atingiu 62%, em 2023.

No ano passado, a rota com maior aumento de oferta de assentos foi a ponte aérea Congonhas-Santos Dumont, na comparação com 2022. A maior demanda de assentos foi no trecho Congonhas-Brasília. Já a rota com maior queda de oferta e demanda de assentos, em 2023, foi o trecho Congonhas-Fortaleza.

Viagens internacionais

O segmento de viagens internacionais foi destaque na taxa de crescimento do setor aéreo no País, com alta de 37% do tráfego de passageiros em 2023, em relação ao ano anterior. No ano passado, 21,5 milhões de passageiros fizeram viagens internacionais. Em nota, a Alta afirmou que esse movimento reflete "uma recuperação firme e a expansão das conexões internacionais".

A rota internacional mais movimentada, de acordo com o relatório da Alta, foi entre São Paulo e Santiago (Chile), com taxa de ocupação de 82%. No ano passado, menos da metade das rotas internacionais foram diretas, "reforçando a importância do Aeroporto de Guarulhos (GRU) como principal hub para essas conexões", diz nota da entidade.

No ano passado, a rota internacional com maior aumento de oferta de assentos foi a Brasil-Estados Unidos, na comparação com 2022. No mesmo período de comparação a maior demanda de assentos foi na rota Brasil-Argentina.

Crescimento consistente

Os dados do relatório da Alta apontam ainda que o setor aéreo teve um avanço consistente entre 2009 e 2023. Nesse período, a taxa de crescimento anual composta (CAGR) foi de 3,38% para voos domésticos e 3,75% para internacionais. Nos últimos 15 anos, o tráfego em rotas domésticas no Brasil atingiu aproximadamente 91 milhões de passageiros, uma alta de 60%, em relação aos 57 milhões de 2009.

Em 2023, o País continuou liderando mercado de aviação na América Latina e Caribe, em termos de oferta, medida em assentos por quilômetro (ASK), com 26,3% da capacidade total da região. O México ocupa a segunda posição, correspondendo a 25,3% do total.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Governo lança programa que financia promoções para novos voos internacionais ao Brasil
Brasil

Governo lança programa que financia promoções para novos voos internacionais ao Brasil

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais