Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

5 frases de Moro que complicam Bolsonaro: "Presidente se preocupa com STF"

Ex-juiz deixou o cargo de ministro da Justiça após interferência política do presidente na Polícia Federal

O pronunciamento de demissão do ex-ministro da Justiça Sergio Moro feito há pouco pode complicar a vida do presidente Jair Bolsonaro. Moro decidiu deixar o cargo após interferências políticas do presidente na Polícia Federal.

Em 40 minutos de fala, o ex-juiz fez denúncias sobre a intenção do chefe de Estado do Brasil em ter alguém na PF que envie a ele relatórios de inteligência produzidos em investigações. Citou, ainda, preocupações do presidente com inquéritos em curso no Supremo Tribunal Federal.

As informações podem ter consequências graves para o presidente. Na visão de analistas políticos e advogados, as ações de Bolsonaro em um órgão que, teoricamente, é independente podem configurar crime de responsabilidade, o que garante base jurídica para um eventual processo de impeachment.

Nas redes sociais, parlamentares como o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) já citaram que vão acionar a justiça contra Bolsonaro. A Ordem dos Advogados do Brasil emitiu também uma nota dizendo que "vai analisar os indícios de crimes, apontados por Moro".

Veja a seguir as frases ditas por Moro que podem prejudicar Bolsonaro:

"O presidente queria alguém para quem ele pudesse ligar, colher informações, relatório de inteligência. Seja o diretor, seja o superintendente"

Sergio Moro

 

"Imaginem se durante a Operação Lava-Jato a então presidente Dilma ou o ex-presidente Lula ligassem para o superintendente da Polícia Federal em Curitiba e pedissem informações sobre o andamento das investigações"

"O presidente também me informou que tinha preocupação com inquéritos em curso no STF e que a troca seria oportuna na Polícia Federal por esse motivo"

Sergio Moro

 

"O grande problema da troca [do chefe da PF] seria haver uma violação à promessa que me foi feita [de carta branca]. A indicação política levaria a uma queda na credibilidade. Não minha, mas do governo"

"Falei com o presidente que [a exoneração de Valeixo] seria uma intervenção política [na PF], e ele disse que 'seria mesmo'"

Sergio Moro

Leia mais sobre a demissão de Moro

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também