Brasil

4 propostas inusitadas do candidato Levy Fidélix

O aerotrem pode até aparecer na primeira página do plano de governo de Fidélix, mas confira outras propostas do plano de governo do candidato

Levy Fidelix, presidente do PRTB (Reprodução/YouTube)

Levy Fidelix, presidente do PRTB (Reprodução/YouTube)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de agosto de 2012 às 12h36.

Última atualização em 7 de fevereiro de 2018 às 18h41.

São Paulo – Levy Fidélix ficou conhecido em São Paulo – e no Brasil – por sua defesa veemente do “aerotrem”, linhas de monotrilho que, segundo o candidato do PRTB, desafogariam o trânsito carregado da cidade.

Hoje, ele ainda brinca que parte do seu projeto já foi iniciado por gestões anteriores. Em São Paulo, há duas linhas de monotrilho em construção: Vila Prudente – São Matheus e São Judas – Morumbi. Confira outras propostas do presidente do PRTB para a cidade:

Deslocamento de rodoviárias e aeroportos

Para acabar com o que chama de “gargalos de engarrafamento”, Fidélix propõe retirar alguns dos pólos criadores de tráfego do centro de São Paulo. Por “pólos” entenda-se, mais especificamente: a rodoviária do Tietê, a CEAGESP e o aeroporto de Congonhas, os quais ele pretende levar para regiões mais periféricas “próximas ao Rodoanel”.

Táxi turístico

Segundo o plano de governo do candidato, as frotas de táxi em São Paulo serão ampliadas em 100%, com concessões para a criação de táxis turísticos, que poderão ter tarifas maiores.

Esses táxis deverão ser veículos maiores e com menos de 5 anos de uso e o condutor deverá ser “fluente em inglês e espanhol básicos e vestir uniforme”. A própria Prefeitura capacitaria esses condutores e custearia cursos de línguas. Os táxis comuns, por sua vez, receberiam um subsídio de pelo menos um tanque de gasolina/álcools de até 100 litros mensais.

“Placas inquebráveis”

Uma das promessas da campanha de Fidélix é a substituição de todas as placas de sinalização em São Paulo. Atualmente elas são de aço, mas o candidato pretende que elas sejam de “plástico inquebrável e iluminadas com um dispositivo de energia solar”.

Motomédicos

Uma das propostas que chamou atenção de quem assistiu ao primeiro debate televisionado entre os candidatos paulistanos foi a dos “motomédicos”. Segundo Fidélix, a Prefeitura vai contratar médicos e paramédicos que tenham capacidade e habilitação para dirigir motos – o que agilizaria o atendimento na residência dos paulistanos.

As motos seriam equipadas com instrumentos e aparatos médico-hospitalares. Segundo o plano de governo de Fidélix, motos também seriam utilizadas para entregar remédios de emergência nos domicílios.

Acompanhe tudo sobre:EleiçõesEleições 2012mobilidade-urbanaPolítica no BrasilPRTB — Partido Renovador Trabalhista BrasileiroSaúdeTrânsito

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame